Aposentado afirma que tem medo de locais servirem de esconderijo para criminosos

Terrenos no Nova Iorque com mato alto tiram o sossego de moradores próximos

Um terreno da rua Júlia de Oliveira Carvalho, na altura do número 61, Jardim Nova Iorque, em Araçatuba, atrapalha os moradores da redondeza há três anos, afirma o aposentado Oscar Sérgio Avanso, 66 anos. De acordo com ele, desde que se mudou para o bairro, o proprietário esteve no local apenas uma vez, e durante esses três anos a área foi limpada poucas vezes. 

"Esses dias eu estava pensando em chamar um jardineiro para limpar o local, porque essa situação já deu o que tinha que dar. Mas não chamei. Eu sei que a responsabilidade de limpar o espaço é do proprietário. Mas desde que me mudei para cá só o vi uma vez", relata Avanso. 

O aposentado conta que tem receio da situação, pois o mato alto e o pé de goiaba que estão no local podem ser usados por malfeitores como esconderijo. "Eu morro de medo de ser rendido por alguém que esteja usando o local para se esconder. Principalmente quando chego em casa à noite. Isso tem me preocupado bastante", ressalta.

Além disso, um outro terreno da rua Júlia de Oliveira Carvalho, esquina com a rua Geraldo Sampaio, também está em más condições. O mato invadiu a calçada e o local está intransitável. 

OUTRO LADO
A assessoria de imprensa da Prefeitura informa, em nota, que publicou recentemente um edital que estabelece o prazo de dez dias para limpeza de terrenos sujos e afirma que equipes estão fiscalizando os espaços diariamente.

PARTICIPE DO DISQUE-FOLHA
Defenda seus direitos e sua cidade. Ligue para a Redação: (18) 3636-7774, envie e-mail para disquefolha@folhadaregiao.com.br ou mensagem pelo Whatsapp: (18) 99663-5314.

Leia aqui outras reportagens da coluna.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.379496

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook