Sem placas

Vândalos atacam diversos pontos da cidade com seus sprays ou depredam, não perdoando nada

Andar pelas ruas de Araçatuba é mais do que um desafio. A ausência de placas de sinalização ou nomes das ruas dificulta, e muito, para os moradores, e mais ainda para quem não conhece a cidade. Embora hoje exista tecnologia para locomoção de maneira mais fácil, rápida e segura, o desrespeito para com todos que transitam pela cidade é crônico. Não bastassem os buracos, ainda há falta de informações nas ruas e avenidas.

Embora muito da sinalização, hoje inexistente, tenha sido alvo de vandalismos, nada justifica o estado de abandono em que se encontra. Problema antigo da cidade que almeja o título de estância turística e é polo regional para o comércio, a medicina, a educação e lazer, a ausência de placas de sinalização causa muitos acidentes, dificultando ainda mais o trânsito já prejudicado devido às condições da malha viária. 

A velocidade de depredação do patrimônio público, infelizmente, é muito maior do que a possibilidade de reposição pelas autoridades. Vândalos atacam diversos pontos da cidade com seus sprays ou depredam, não perdoando nada.

Junte-se a isso o furto de placas de sinalização, a ausência de pintura de chão e a falta de consciência dos motoristas, o que faz com que o trânsito de Araçatuba, que a cada dia recebe mais veículos, torne-se letal. Vários são os relatos de cruzamentos que fazem vítimas diariamente, especialmente em horários de pico. 

Há ainda a falta de planejamento da cidade, que faz com que o motorista tenha que avançar um pouco para conseguir enxergar o fluxo de veículos quando para e tenta cruzar alguma via. A manutenção das pinturas de solo e placas é fundamental para que vidas sejam poupadas e prejuízos reduzidos. Oferecer condições favoráveis de trafegabilidade é dever do poder público.

Novos bairros residenciais, por exemplo, recebem asfalto, mas não há placas e pintura de sinalização no solo. Já se viu muitas reclamações sobre a pintura de solo de vias que estão com condições de pavimento ruins, porém, antes com buracos e sinalizada do que com buracos e sem sinalização. 

Lombadas também precisam ser pintadas logo ao serem instaladas, evitando, assim, o risco que podem oferecer aos motoristas. E devem ser construídas dentro das especificações contidas no Código de Trânsito Brasileiro para que não se tornem causa de acidentes ou indenizações.

Fato é que ainda há um longo caminho a ser percorrido para retirar a cidade do estado de abandono em que ainda se encontra, e as placas de trânsito são apenas o reflexo do descaso com que veio sendo tratada pelo poder público. A população pode colaborar, indicando locais que precisam ser sinalizados e educando para o trânsito e o respeito ao patrimônio público.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.395023