Saúde faz campanha para atrair meninos de 12 a 13 anos para UBSs

Sabendo da dificuldade em convencer adolescentes a se vacinarem contra o HPV (vírus do papiloma humano), a Vigilância Epidemiológica, em parceria com o NES (Núcleo de Educação em Saúde) e equipes da ESF (Estratégia Saúde da Família), tentam atrair os jovens por meio das visitas casa a casa e em locais públicos.

A novidade é a imunização de meninos com idades entre 12 e 13 anos, cuja vacina já está disponível nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de Araçatuba desde a última segunda-feira. "É um pouco difícil convencer, principalmente os pais. Mas, a vacina contra o HPV é muito importante. Tanto é que antigamente era disponível apenas na rede privada", ressaltou a enfermeira da Vigilância Epidemiológica do município, Priscila Nogueira Cestaro.

A introdução da vacina no SUS (Sistema Único de Saúde) tem por objetivo proteger os meninos dos cânceres de pênis, garganta e ânus - doenças que estão diretamente relacionadas ao vírus do HPV - antes do início da relação sexual.