Requerimento oportuno

Necessidade de apurar eventuais pagamentos indevidos vai ao encontro da promessa de prefeito

O vereador Arlindo Araújo (PPS) levantou discussão acerca das horas extras pagas a servidores municipais. Em requerimento protocolado na Câmara, que, se aprovado, será encaminhado ao prefeito Dilador Borges (PSDB), o único representante da oposição no parlamento diz que, no governo Cido Sério (PT), motoristas de ambulâncias chegaram a ganhar R$ 5 mil por mês devido a horas trabalhadas além do que deveriam.

A atual gestão diz que mantém sindicância aberta para apurar o pagamento de horas excedidas. Ao mesmo tempo em que traz à tona a necessidade de esclarecimentos, principalmente se alguma irregularidade foi cometida, o pedido de informações apresentado pelo decano dos vereadores araçatubenses promove uma reflexão. 

Atualmente, o piso dos condutores de veículos da saúde está em cerca de R$ 1,2 mil, valor que a categoria considera baixo diante da responsabilidade maior que tem, o transporte de pacientes a unidades de saúde. Trata-se de um serviço com horários imprevistos, podendo colocar funcionários em atividade durante a madrugada, além dos riscos de acidentes a que estão submetidos em virtude da urgência dos casos que atendem diariamente.

Dilador tem pregado, desde o início de seu governo, que a ordem é economizar, o que não está errado. Daí, a necessidade de apurar eventuais pagamento indevidos. Por outro lado, não pode o tucano deixar de desenvolver uma política de valorização do funcionalismo público, de modo que haja reajustes anuais, possibilidades de crescimento profissional e, claro, pagamento justo pela atividade que cada um desempenha.

Como na maioria das administrações públicas e nas empresas em geral, manter os compromissos com folha de pagamento de funcionários é um desafio. É sabido, no entanto, que uma boa economia nesse aspecto poderia ser feita com o enxugamento no ocupantes de cargos comissionados, ponto que a administração do PSDB à frente do Executivo municipal muito ainda tem a avançar. Uma ação que valorize os efetivos com essas funções não abriria brecha para insatisfações e ainda faria com que os servidores de carreira tenham ânimo redobrado para trabalhar em prol do município.

Portanto, o requerimento de Arlindo é importante para que a Prefeitura mostre que está sendo eficaz no combate ao gasto indevido de dinheiro público ou, então, procure explicar à população o porquê determinados servidores tiveram ganhos elevados com horas extras, evitando, assim, brechas para questionamentos e críticas de adversários.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.364034