Referência

Louvável que tantos municípios e cidadãos se empenhem na causa do câncer, mas esta não pode ser a única

A Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba é o hospital referenciado para as 40 cidades da região. Por mais que recursos públicos cheguem para os cofres da entidade, o caixa está sempre deficitário, devido ao grande número de procedimentos e atendimentos realizados pela Santa Casa, que atende gratuitamente a população por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

Recentemente, ação realizada no município de Santópolis do Aguapeí buscou, com o auxílio da população, arrecadar fundos para ajudar a equilibrar as contas do hospital, que também serve de referência para os cidadãos da cidade vizinha a Araçatuba. 

Veem-se, com muita frequência, iniciativas para arrecadação de doações para outros hospitais, como o Hospital do Amor (antigo Hospital do Câncer de Barretos), por meio da realização de leilões, bingos, festas, jantares ou outros que convocam a população a doar de maneira organizada. Além dos eventos, frequentemente veem-se, em estabelecimentos comerciais, os famosos “cofrinhos” da instituição, que acabam por recolher trocados e moedas que sempre ajudam na nobre causa.

Louvável que tantos municípios e cidadãos se empenhem na causa do câncer, mas esta não pode ser a única. A entidade que está mais perto da realidade da região é a Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba, e também deve ser lembrada por carregar um fardo pesado, ainda mais em tempos de recursos escassos. 

Se cada um dos 40 municípios que compõem a região atendida pela Santa Casa de Araçatuba fizessem o mesmo que fez Santópolis, seria possível garantir melhores condições de atendimento aos usuários, principalmente, com tratamento mais humano e igualitário.

Como uma nova diretoria, seria também o momento de começar uma nova fase de planejamentos e encorajamentos junto à população, pois os recursos federais e estaduais são escassos. Também não seria justo onerar somente a população com a criação de taxas para garantir mais receita ao hospital. Certo é que “fazer o bem, sem olhar a quem” é um lema mais do que atual. Aos vários grupos de voluntariado que realizam ações grandiosas na cidade, fica a dica para que possam planejar eventos em prol a esta nobre causa.

O Hospital do Amor conseguiu, de uma maneira espetacular, o engajamento de uma grande parcela da população brasileira, pois seus eventos e atendimentos não estão destinados, única e exclusivamente, ao Estado de São Paulo. Fica o exemplo a ser seguido pela Santa Casa de Araçatuba, por meio de grupo de voluntários, a encabeçar tais ações, prestando contas à população. Por menores que sejam as arrecadações, os colaboradores merecem saber o destino dos recursos. Transparência e publicidade são essenciais para que este modelo caminhe.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.394862

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook