Maria Aparecida Nascimento Xavier pensa em novas estratégias de doação

Redução de repasses preocupam entidades

Nota Fiscal Paulista liberou R$ 320 mil para 25 entidades

Entidades sociais de Araçatuba que dependem de recursos do Nota Fiscal Paulista estão apreensivas com mudanças nas regras do programa promovidas neste ano pelo governo paulista. Representantes temem que as novidades resultem em reduções nos valores recebidos a cada semestre. 

Uma das alterações que preocupam as organizações beneficentes locais foi a decisão de retirar dos estabelecimentos comerciais as urnas nas quais são depositados os cupons fiscais de quem deseja que os créditos do programa sejam transferidos para entidades. A partir de setembro, a doação será feita apenas por meio do aplicativo oficial do Nota Fiscal Paulista, lançado em março. 

RECURSOS
Nesta semana, o Nota Fiscal Paulista liberou R$ 320 mil para 25 entidades assistenciais de Araçatuba, referentes à arrecadação do segundo semestre do ano passado. Alvo de R$ 106,4 mil, a Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Araçatuba) foi uma delas.

A presidente da Associação de Amparo ao Excepcional Ritinha Prates, Maria Aparecida Nascimento Xavier, que representa a instituição filantrópica que teve R$ 71,9 mil em créditos liberados pelo Nota Paulista na segunda-feira, conta que os valores ajudam na manutenção do hospital. Os recursos são utilizados para atender 60 internos, pacientes de alto risco sem previsão de alta médica. 

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://tinyurl.com/ny3hu4h