Moradores apontam tampas de bueiros como causa do fedor

Rede de esgoto exala mau cheiro no bairro Aeroporto e causa reclamações

As tampas dos bueiros têm aberturas que permitem a disseminação do odor

Três bueiros na rua Aguinaldo Ferreira dos Santos, no bairro Aeroporto, estão causando transtorno a moradores. O mau cheiro que exala do local está invadindo os condomínios próximos, mesmo após a Samar (Soluções Ambientais de Araçatuba) ter feito a vedação dos bueiros. O aposentado João Geraldo, 74 anos, reclama que as tampas do bueiros têm aberturas que permitem a disseminação do odor.

"Já faz seis meses que passaram a tubulação aqui. Quando a pressão aumentava muito, escorria o esgoto junto com a sujeira. Fiz a reclamação e a Samar fez o cimentado. Porém, não resolveu, reclamei novamente e eles vedaram o esgoto, mas as tampas não estão vedadas", relatou. O aposentado acrescenta que, a síndica do condomínio onde mora já fez um ofício para a Samar, porém não houve a solução do problema até agora.

A reportagem da Folha da Região esteve ontem no local e constatou que o cheiro realmente é muito forte. "É uma área com muitos condomínios e todos os moradores sofrem com esse mau cheiro. Não há quem suporte isso", disse. João Geraldo afirma ainda que em uns dos contatos com a Samar a posição informada que estava do no aguardo da confecção das tampas utilizadas para realizar os serviços.
 

OUTRO LADO
Em nota, a Samar informa que já solucionou o problema de extravasamento do esgoto que ocorria no local, região onde passa um emissário de esgoto que liga a Estação Elevatória de Esgoto EEE Santa Izabel à Estação de Tratamento de Esgoto ETE Baguaçu. Acrescenta que já concluiu o projeto para a instalação de filtros de odor, que pretende acabar de vez com o mau cheiro nas casas de ventosa, provocado pela retirada do ar da rede de esgoto.

A Samar informou ainda que os filtros são importados de Israel e que o primeiro deles será instalado na próxima semana. Os demais serão instalados nos próximos 60 dias.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.404298