Todos os recursos arrecadados com a venda serão revertidos para a instituição.

Quatro décadas em livro

Ritinha Prates registra a própria história em obra

Os mais de 40 anos de trabalho de assistência da Associação de Amparo ao Excepcional Ritinha Prates, de Araçatuba, estarão registrados no livro “Incondicional”. O trabalho de assistência, que envolveu desafios, solidariedade, amor ao próximo e entrega incondicional, foi documentado pelo jornalista Marcelo Teixeira. A obra, que tem 200 páginas, será lançada nesta quinta-feira (14), às 20h, na Câmara Municipal. Todos os recursos arrecadados com a venda do livro, que será comercializado a R$ 25 cada, serão revertidos para a instituição. 

O trabalho de pesquisa, que se estendeu por cinco anos, contou com um registro sistematizado da trajetória da associação, que, até então, só contava com textos e fotos espalhados em arquivos da cidade ou de familiares, fundadores, colaboradores e voluntários. A partir de entrevistas, pesquisas e levantamentos de documentos e imagens, foi desenvolvido todo o projeto.

IDEALIZADORES
A associação foi fundada em 1977, sob os esforços de Elpidio Pedrosa, que convenceu Alice Prates e José Américo do Nascimento a acompanhá-lo na ideia de construir uma entidade que oferecesse tratamento digno e de qualidade a pessoas com deficiências neurológicas severas e irreversíveis. A fase inicial da instituição, que se formaliza com a inauguração de sua sede, é retratada no primeiro capitulo do livro. 

No segundo, informações sobre a profissionalização da gestão, que tem relevante mudança com a chegada de Maria Aparecida Nascimento Xavier, a Cida, que se mantém até hoje à frente da associação. 

Sob a presidência dela, a Ritinha Prates passou do convênio Leito-Dia para a Autorização de Internação Hospitalar (AIH), recebeu ampliações estruturais, implantou o setor de telemarketing, firmou contrato de congestão junto à Prefeitura de Araçatuba, ganhou um ambulatório de saúde auditiva e, posteriormente, um Centro Especializado em Reabilitação. Com entrevistas de colaboradores e voluntários, o terceiro capitulo traz emocionantes depoimentos de pessoas que passaram ou ainda hoje atuam em prol da instituição.

IDEIA 
A ideia de produção do livro nasceu no ano em que o autor começou a prestar assessoria de imprensa para a entidade, em 2012. No mesmo ano, Teixeira ganhou o livro “Acima de tudo o amor”, de Henrique Prata, que conta a história de fundação do Hospital do Câncer de Barretos. Esta obra foi o estopim para que Teixeira sugerisse a ideia à direção da associação, que abraçou a o projeto imediatamente. 

Teixeira explica que sua intenção é tornar o livro uma primeira referência sistematizada sobre as circunstâncias que resultaram no que a associação é hoje, um serviço de nível regional respeitado no tratamento de pessoas com deficiências neurológicas profundas e irreversíveis.

“A história do Ritinha Prates é sensacional. Eu já havia escrito outros dois livros e editei outro, que foram extremamente interessantes para mim, mas sem demérito algum para todos eles, eu fiquei mais emocionado e satisfeito com este. É incrível saber sobre essa gente que se entregou de maneira integral, que basicamente fez de tudo e que estava ao seu alcance para que esse trabalho se mantivesse”, explica.

Durante o processo, Teixeira conta que, por diversas vezes, chegou a “chorar junto com os entrevistados ouvindo os relatos emocionados dos colaboradores”. 

Ressalta o jornalista: “Nestes cinco anos de produção do livro — a terceira obra de minha autoria —, cada dia de planejamento, entrevista, pesquisa, redação e revisão, paginação e diagramação, proporcionaram-me crescimento pessoal, pois mantive contato com pessoas incríveis, personagens de uma sensacional história, que me deram referências da doação incondicional de amor ao próximo, necessária quando se trata de atuar em favor da Ritinha Prates”, explica.

INCLUSÃO
A Associação Ritinha Prates é uma entidade sem fins lucrativos, que trabalha na área da saúde e inclusão social, por meio do hospital neurológico de mesmo nome, que atende atualmente 60 pacientes internos com deficiências neurológicas severas e irreversíveis. 

A entidade também é a mantenedora do Centro Especializado em Reabilitação 3 - Ritinha Prates (CER 3 Ritinha Prates), que presta serviços nas áreas física, visual e auditiva. Entre os seus valores está o tratamento humanizado, além do respeito a conceitos éticos, morais, ambientais e filantrópicos.

SERVIÇO
Evento: Lançamento do livro “Incondicional - A Emocionante história dos 40 anos da Associação de Amparo ao Excepcional Ritinha Prates”
Data: 14/12/2017
Horário: 20h
Local: Câmara Municipal de Araçatuba.
Endereço: Praça 9 de Julho, Centro.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.379012