Araçatuba viveu na madrugada de 16/10/2017 a maior ação criminosa de sua história. Vinte anos após bandidos terem saqueado R$ 1,7 milhão de sua sede, a Protege, empresa de segurança de valores, foi alvo de novo mega-assalto.

Quanto roubaram desta vez? Mistério.

Mas a quantia levada é só uma das questões que aguardam respostas. Juntos, outros crimes, ocorridos em curto espaço de tempo, esperam esclarecimentos: a morte do policial André Ferro, o cerco ao quartel da PM e a destruição de veículos e moradia. Palco dessas cenas, o bairro Santana, cuja ocupação começou no final da década de 1930, jamais esquecerá desse dia. Idem, o Interior, cada vez mais refém do crime organizado.



REPORTAGENS SOBRE O ASSALTO:

Polícia prende três criminosos que assaltaram empresa de transporte de valores em MG

Há suspeita de que tenham participado de outros roubos, como na Protege de Araçatuba, mas nada foi confirmado

Em ataque similar à Protege, quadrilha assalta empresa de transporte de valores em Minas

Bandidos usaram metralhadora que é capaz de derrubar helicóptero

Polícia apreende armas que podem ter sido utilizadas em assalto à Protege

Arsenal também teria sido usado em assalto no Paraguai

Para promotor, é preciso investir em inteligência para evitar assaltos

Quadrilha que roubou Protege foi favorecida pelo tempo de planejar o crime

'Nossa atitude, em todas as ações, será de preservar vidas', afirma comandante da PM

Confronto com bandidos no assalto à Protege poderia causar mortes

A nova mentalidade do crime organizado

Facções encontram, nas companhias de segurança, volume financeiro maior

Assalto à Protege: PM detém suspeitos e apreende espingardas

Sítio teria sido usado para guardar caminhão usado no crime

Loja teve cheques roubados em assalto à Protege

Estima-se que foram levados R$ 10 milhões da transportadora

Quando o crime domina

Quando cidadãos de bem passam a ficar confinados, é porque viver está, literalmente, difícil

Protege afirma que vai manter serviço em Araçatuba

Pelo menos 4 pessoas querem indenização por danos


CAPA DA FOLHA DA REGIÃO DE 17/10/2017:


Reportagens especiais



Colunas e coberturas especiais