Lixo, que estava amontoado, foi retirado da parte traseira do prédio

Prefeitura limpa parte do Centro Cultural Ferroviário após matéria

Interior e lixo foram limpos, mas mato alto ainda continua

Após ser alvo de representação no Ministério Público e ter o caso mostrado na edição de terça-feira (14) da Folha da Região, a Prefeitura de Araçatuba fez uma limpeza no lixo acumulado no Centro Cultural Ferroviário. O prédio, construído na década de 1920, fica na região central da cidade.

De acordo com nota publicada no blog da Secretaria de Cultura, a limpeza foi feita por funcionários da Sosp (Secretaria de Obras e Serviços Públicos). O foco da ação foi a parte interna, que estava com lixo e fezes de pássaros, além de água empoçada, e um monte de lixo que ficava na parte detrás do prédio.

A limpeza, conforme a nota, teria sido pedida pela própria Cultura na semana passada e faz parte do pacote de reformas do local, que serão feitas em breve, pela Prefeitura. No entanto, o mato alto continua na área que fica na antiga garagem de locomotivas da NOB (Estrada de Ferro Noroeste do Brasil).

O CASO
O empresário Nei Giron formulou requerimento pedindo que a Promotoria tome providências quanto ao abandono do prédio. Além do acúmulo de lixo, o ex-vereador afirma que a falta de estrutura do local pode fazer com que ele se deteriore ainda mais, inviabilizando uma reforma prometida pela administração.

Em seu documento, Giron afirmava que há risco iminente em manter um local abandonado próximo a um hospital, uma grande loja de departamentos e um restaurante, além de ficar exatamente no coração da cidade. “Sou morador da região e sei a preocupação que temos com animais peçonhentos”, afirmou. Apesar da limpeza, o pedido seguirá no MP, que analisará se abrirá ou não inquérito para apurar o caso.