Prefeitura de Araçatuba conclui novo setor administrativo do cemitério da Saudade

A Prefeitura de Araçatuba concluiu a transferência do setor administrativo do cemitério da Saudade para o novo prédio, que fica no antigo necrotério. O espaço foi totalmente remodelado e reformado por meio de licitação.

A inauguração oficial aconteceu na última terça-feira (30), com a presença da vice-prefeita Edna Flor, da presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Social de Solidariedade, Deomerce Damasceno; da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Assunta Curti, e das secretárias municipais de Assistência Social, Maria Cristina Domingues, e da Cultura, Tieza Lemos Marques.

A reforma e ampliação do antigo necrotério para transformá-lo em escritório foram anunciadas pela administração municipal em junho do ano passado. A licitação incluiu ainda, a reforma da capela Capela São Miguel Arcanjo, que estava interditada e também já foi reaberta.

A obra era necessária porque o atendimento ao público era feito em uma sala improvisada, na entrada do cemitério, onde também estava instalado o arquivo. Os funcionários não tinham sequer banheiro e utilizavam o que é destinado aos visitantes, ao lado da capela.

Além dos banheiros, o prédio ganhou uma rampa de acessibilidade para acesso à recepção. No local funciona ainda o escritório, o arquivo e uma cozinha, que também não existia. Para complementar a melhoria, a administração do cemitério recuperou e organizou os arquivos de documentos antigos e de registros de sepultamento.
Para facilitar o acesso ao setor administrativo do cemitério da Saudade, a entrada de pedestres agora é feita pela rua José de Castro Moraes, na lateral da avenida Saudade.

PRESERVAÇÃO
O vereador Márcio Saito (PSDB) também participou da inauguração do espaço. A Prefeitura informa que o parlamentar e Tieza têm projetos de preservação dos livros antigos de registros de sepultamento. "São documentos que fazem parte da história de Araçatuba", informa a secretária de Cultura.

Ela explica que inicialmente os livros foram separados em um armário e a ideia é incentivar que o novo espaço seja utilizado para estudos acadêmicos. Saito, que é membro e diretor de assuntos públicos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons), conseguiu a doação de bancos, mesas, escrivaninhas, armários, computadores e impressora para mobiliar o novo setor administrativo do cemitério. 

Os objetos doados são de uma unidade da igreja que foi desativada. "Fizemos a doação para colaborar com o trabalho de pesquisa de registros do cemitério", informa. Segundo ele, a instituição tem interesse nos registros genealógicos e trabalha frequentemente com preservação de registros históricos.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.387260