Santa Casa de Araçatuba: parente de uma das mães percebeu que criança era diferente da que nasceu

Polícia investiga troca de bebês na Santa Casa de Araçatuba

Boletim de ocorrência foi registrado; crianças já foram destrocadas

A Polícia Civil de Araçatuba vai investigar um caso de troca de bebês na maternidade da Santa Casa de Araçatuba, ocorrida na última terça-feira (16). Ele foi relatado em boletim de ocorrência registrado já no início da madrugada desta quarta-feira (17), depois que as crianças foram destrocadas.

As crianças trocadas são duas meninas, uma nascida na própria terça-feira, cuja mãe é uma estudante de 21 anos, residente em Araçatuba, e a outra menina nasceu na segunda-feira (15), cuja mãe tem 27 anos e reside em Bilac.

Segundo o boletim de ocorrência, uma enfermeira contou aos policiais que, durante o turno dela, no período noturno, foi informada sobre a troca dos bebês ocorrida no turno anterior, mas que tinham sido devolvidos para as respectivas mães.

CONTATO
Os policiais fizeram contato com a estudante, que contou que, após dar à luz naquele dia, a filha dela foi levada pela equipe médica e de enfermagem para tomar banho antes de lhe ser entregue. Entretanto, ao receber a visita de uma familiar no hospital, esse lhe disse que a menina era diferente da que havia nascido.

O caso foi registrado como "Deixar o médico, enfermeiro ou dirigente de estabelecimento de atenção à saúde de gestante de identificar corretamente o neonato e a parturiente, por ocasião do parto, bem como deixar de proceder aos exames referidos", crime previsto no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). A pena prevista é de detenção de seis meses a dois anos.

APURAÇÃO
Em nota, a assessoria da Santa Casa informou, na tarde desta quarta-feira, que "a direção clínica está apurando o fatos apresentados pelas pacientes". 

LINK CURTO: http://folha.fr/1.384477