Segundo Pichitelli, situação da categoria é tão complicada que os novos uniformes dos guardas foram confeccionados com tecidos doados

Pichitelli articula contra projeto de ‘bico’ para PMs

Que a proposta seja rejeitada

Assim como ocorreu em 2016, o projeto que prevê a implantação da atividade delegada em Araçatuba já começou a gerar incômodo entre os guardas municipais.

O presidente do Sisema (Sindicato dos Servidores Municipais de Araçatuba e Região), Denilson Pichitelli, que também é guarda municipal e vereador pelo PSL, prometeu articular na Câmara para que a proposta seja rejeitada. "Vamos matar o projeto no ninho", afirmou.

O sindicalista disse que não acha justo o município gastar dinheiro com a atividade delegada enquanto os guardas municipais trabalham com armamento e equipamentos ultrapassados, bem como em condições precárias e com salários baixos.

Segundo Pichitelli, a situação da categoria é tão complicada que os novos uniformes dos guardas foram confeccionados com tecidos doados. "A GM tem poder de polícia por lei, mas os guardas não tiveram vantagem salarial por causa disso até hoje", comentou.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.398798