População protesta durante tentativa de votação do aumento do imposto, na última segunda-feira

Para adversários, Dilador não tem votos suficientes para aprovar aumento de IPTU

Alguns adversários políticos do prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), questionaram a afirmação de governistas de que havia votos suficientes para aprovar o projeto que aumenta o valor em 20% do (Imposto Predial Territorial Urbano) para 2018 e prevê reajuste do tributo por meio de geoprocessamento em 2019. 
 
A pergunta que fizeram foi a seguinte: se tinham condições de acatar a propositura — e se a elevação é necessária —, por que não a fizeram, enfrentando o que fosse preciso enfrentar? Isso mostraria, no ponto de vista desses rivais do tucano, que o Executivo não teria maioria garantida na Casa, como costuma alegar. 
 
É PRECISO REDUZIR MAIS
Fontes dos bastidores políticos disseram que, se a administração municipal insistir nos 20%, o projeto de aumento no IPTU corre risco de continuar sofrendo resistência na Câmara. Eles avaliam que uma eventual propositura de elevação de 10% nos valores venais dos imóveis de Araçatuba seria mais fácil de ser aprovada. (Ronaldo Ruiz Galdino)

ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'

LINK CURTO: http://folha.fr/1.372698