Nove professores foram demitidos; região tem 50 com licença regular

Docentes utilizaram atestados falsos para obter licença

A Polícia Civil de Araçatuba ainda está investigando o caso envolvendo o uso de atestados médicos falsos por alguns professores da rede estadual de Araçatuba. No mês passado, nove docentes foram demitidos após um médico, que atende em um hospital particular de Araçatuba, denunciar que 74 atestados foram falsificados no nome dele. 
 
Procurando saber mais sobre o assunto, a reportagem questionou a Secretaria Estadual de Educação e o Departamento de Perícias Médicas do Estado, por meio da Lei de Acesso à Informação, para saber o número exato de professores que estão afastados por licença médica regulares nas cidades abrangidas pela Diretoria de Ensino de Araçatuba.
 
Em resposta enviada na última semana, o departamento informou que 50 docentes se encontravam, até o final do mês passado, gozando de licença médica por atestados médicos, sendo 35 em Araçatuba, um em Bento de Abreu, três em Guararapes, um em Rubiácea, quatro em Santo Antônio do Aracanguá e seis em Valparaíso.
LINK CURTO: http://folha.fr/1.371439