Lotes no Jardim Universo estão sem manutenção e se tornando criadouro de insetos e animais peçonhentos

Morador reclama de mato alto e más condições de terrenos no Jardim Universo

Dois terrenos abandonados na rua José Marreira, no Jardim Universo, em Araçatuba, têm sido alvo de reclamações dos moradores. Além do mato alto e sujeira acumulada, os lotes têm servido como esconderijo de pessoas mal-intencionadas ou que usam entorpecentes. 

O técnico em eletrônica Fábio Francisco dos Santos, de 39 anos, disse que a situação causa desconforto, uma vez que o vegetação atrai bichos peçonhentos para as residências, além de gerar insegurança. 

“Já apareceu aranha, barata e até escorpião. Ficamos preocupados e até inseguros por causa das condições de abandono”, disse. Ele acrescentou que já foram inúmeras as tentativas de limpeza no local. “Reclamamos constantemente e já foram feitos diversos protocolos no Atende Fácil, mas, infelizmente, não sai disso”, destacou. 

A preocupação de técnico também se estende à segurança, já que o mato alto nos terrenos se torna esconderijo para criminosos e usuários de entorpecentes. “Não dá para sair à noite, pois podemos ser abordados por pessoas escondidas nestes locais. Estamos reféns de algo que não compete a nós resolver e, além disso, as más condições dos espaços incentivam que as pessoas joguem entulho”, ressaltou. Em ambos os espaços, o mato já invadiu a calçada, impedindo a passagem de pedestres.

OUTRO LADO
Em nota, a Prefeitura informou que tem conhecimento do caso, mas não estipulou prazo para resolver o problema. A administração disse que notificou todos os donos de terrenos e que, desde então, estão sujeitos à multa, caso não façam a limpeza. “Em 2017, foram lançados 89 autos de infração, num total de R$ 64.581,49, sendo recebidos R$ 5.687,53. A dívida restante está em processo de cobrança via judicial”, destacou.

PARTICIPE DO DISQUE-FOLHA
Defenda seus direitos e sua cidade. Envie e-mail para disquefolha@folhadaregiao.com.br ou mensagem pelo Whatsapp: (18) 99663-5314.

Leia aqui outras reportagens da coluna.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.387906