Internada há 23 dias para tratamento médico, menina de 7 anos, de Guararapes, ganhou sessão especial de cinema dentro de hospital em Araçatuba

Menina internada em hospital de Araçatuba ganha a primeira sessão de cinema

Ação foi feita para ajudar no tratamento e para paciente compensar perda de festas de fim de ano

Ambiente à meia-luz, telão, bexigas, pipoca e suco. Foi neste cenário que a pequena Maria Eduarda de Paula Sanitá, de 7 anos, pôde assistir ao primeiro filme de sua vida, na tarde da última sexta-feira (29), no Hospital Unimed Araçatuba. A menina está internada na unidade há 23 dias para tratamento médico. 

Assim, como no Natal, não passará as festividades de Ano-novo com os familiares em Guararapes. Pensando nisso, a direção e funcionários do hospital fizeram uma sessão especial de cinema. 

O filme escolhido por Duda, como é chamada, foi “Winx Club: O Mistério do Abismo”. No enredo, as bruxas Trix se uniram a Politea e descobriram que, para derrotar as fadas Winx de uma vez por todas e se tornarem invencíveis, é preciso encontrar a pérola escondida no profundo oceano infinito. As Winx precisam impedir os planos das suas inimigas.

HUMANIZAÇÃO
A iniciativa, conforme informou a fisioterapeuta Evelize Saita, teve por objetivo humanizar o atendimento, levar alegria e bem-estar à paciente, de forma a contribuir com o tratamento. “Por meio desses momentos e de outras ações que o hospital promove, os pacientes se sentem melhores, esquecem que estão neste ambiente e, com certeza, ficam mais felizes, o que reflete na resposta do organismo ao tratamento”, explicou.

Antes de entrar na sala, Maria Eduarda aguardava no quarto, ansiosa. E, claro, pediu que uma de suas melhores amigas, Iasmin, pudesse acompanhar a sessão especial de cinema. E não foram apenas as meninas que assistiram, de “camarote”, ao filme. Os pais de Maria Eduarda, Diberto e Érida, além da mãe da amiga, Priscila, também viram.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.381791