Por conta de falta de manutenção, área tem se tornado, segundo moradores, criadouro de animais peçonhentos

Mato alto e sujeira em imóvel no Pinheiros geram transtornos

Moradores pedem providências urgentes por parte da Prefeitura

Imagine chegar em casa depois de um dia puxado no trabalho e se deparar com um rato ou um escorpião caminhando pelos cômodos. Segundo alguns moradores, essa é a rotina de quem vive nas imediações de uma residência na rua Terezinha de Nadai, que está tomada pelo mato alto e sujeira, atraindo animais peçonhentos.

Eles, que pedem providências urgentes por parte da Prefeitura, disseram que o proprietário não tem feito as roçagens necessárias para evitar o crescimento do mato. O comerciante Luís Martins, de 56 anos, disse que ele e os moradores já cansaram de pedir providências para o Executivo. “Já matei diversos escorpiões. Tenho certeza que o ‘ninho’ deles e de outros animais peçonhentos seja ali mesmo”, contou.

Ele acrescentou que a situação já é uma questão de saúde pública, pois o mato já invadiu a calçada. “Daqui a pouco estará na rua. Não adianta fazer uma vez e ficar meses sem nada. Estamos em período de chuva, então, deveríamos ter capinação mais frequente, pois o mato cresce rápido”, salientou.

Martins ressaltou que a sensação de abandono apenas cresce. “O que nós apenas queremos é que a Prefeitura solicite que o proprietário faça a limpeza.”

OUTRO LADO
Em nota, a Prefeitura esclareceu que a limpeza dos imóveis é de responsabilidade dos donos e que não há prazo, pois os proprietários já foram notificados por edital e estão sendo aplicadas multas no valor 10% do valor venal do imóvel.

PARTICIPE DO DISQUE-FOLHA
Defenda seus direitos e sua cidade. Envie e-mail para disquefolha@folhadaregiao.com.br ou mensagem pelo Whatsapp: (18) 99663-5314.

Leia aqui outras reportagens da coluna.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.388920