Dilador Borges esteve, ao lado de outros prefeitos, com o ministro da Saúde para tratar de temas relacionados ao setor

Mais recursos

Periscópio

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), reuniu-se na última quarta-feira (25) com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e com outros prefeitos para falar sobre a liberação de recursos para os Caps (Centros de Atenção Psicossocial) e Casas Terapêuticas, que atualmente estão sendo custeadas pelo município, entre outros assuntos.

“O Ministério da Saúde precisa nos ajudar mais nesse sentido”, escreveu Dilador em sua página no Facebook.

Upas

Segundo o tucano, os prefeitos reforçaram, na ocasião, o pedido feito pela Associação Brasileira de Municípios, solicitando a mudança no funcionamento das UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento).
 

De acordo com ele, essas unidades, atualmente, são inviáveis de ser mantidas pelos municípios. “Para manter a unidade custa, em média, R$ 1,5 milhão por mês. Infelizmente, mais de 80% das UPAs não estão funcionando por causa da forma como são concebidas pelo governo federal”, comentou Dilador.

Deputado

A audiência do ministro da Saúde com os prefeitos foi agendada pelo deputado federal Fausto Pinato (PP-SP).

Obras

O presidente da comissão de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano e Rural, Márcio Saito (PSDB), foi até a Secretaria de Obras, na tarde da última terça-feira (24), pedir informações a respeito da execução de serviços no município, como a operação tapa-buracos, a manutenção de estradas rurais, a construção de sarjetões e de rampas de acessibilidade.

“Muitas das consultas que chegam até nós se referem à Sosp. São reclamações de buracos, asfalto esfarelado, sarjetões deteriorados, locais com água empoçada. Por isso, viemos conversar com o secretário a respeito das providências que a secretaria tem tomado em relação a esses casos”, disse Saito.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.401716