Entulho é retirado da sede da empresa, no Jardim Santana, após explosões provocadas por ladrões

Loja teve cheques roubados em assalto à Protege

Estima-se que foram levados R$ 10 milhões da transportadora

Representantes de uma loja de Penápolis informaram à polícia que no assalto à empresa de transportes de valores Protege, em Araçatuba, ocorrido na madrugada de segunda-feira (16), vários cheques de clientes foram levados pela quadrilha.

A reportagem apurou que a loja tem contrato com a empresa, que periodicamente envia veículos para recolher os valores recebidos e depositá-los. Entre os produtos que foram recolhidos na semana passada e que estavam com a Protege, havia vários cheques de clientes de valores diversos, que foram roubados.

 VÍDEO MOSTRA LADRÕES AMEAÇANDO E ATIRANDO EM MOTORISTAS: 

Vídeo de câmera de segurança mostra parte da quadrilha que participou de assalto à Protege, em Araçatuba, na madrugada de 16/10/2017, com máscara e colete à prova de balas ameaçando motoristas e até atirando em carros que passavam. Leia mais sobre o crime em http://folha.fr/1.368624.

Publicado por Folha da Regiao em Quinta-feira, 19 de outubro de 2017

O crime aconteceu por volta de 1h15 da madrugada de segunda-feira (16), quando um grupo de ladrões atirou várias vezes com armas de grande poder de fogo, como fuzis, e utilizou explosivos para derrubar uma parede lateral da sede da empresa. Eles invadiram o prédio e fugiram com o dinheiro.

A ação foi coordenada, pois, enquanto ocorria o assalto, parte da quadrilha cercou o CPI-10 (Comando de Policiamento do Interior), que teve o acesso bloqueado por dois caminhões que foram incendiados, e disparou contra os policiais que estavam no quartel, impedindo que saíssem.

Outros ladrões bloquearam uma das pistas da rodovia Marechal Rondon (SP-300) para impedir policiais militares rodoviários de auxiliar o policiamento de área, que não pôde fazer frente aos bandidos. Um policial civil foi morto e duas mulheres ficaram feridas, atingidas por disparos feitos pelos ladrões. 

VALOR
Os bandidos conseguiram fugir e dois carros usados por eles foram encontrados abandonados em estradas rurais de cidades da região. A empresa ainda não informou oficialmente o valor roubado pela quadrilha, mas estima-se que supera os R$ 10 milhões, sendo este, o maior assalto já ocorrido em Araçatuba.

O caso é investigado pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais), que não informa detalhes para não atrapalhar os trabalhos.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.368624