O presidente do PT no município, Adel Daher Filho, disse que existe uma "partidarização" das prisões da Operação Lava Jato

Lideranças políticas locais falam sobre prisão de Lula

"Partidarização" das prisões


No último sábado (7), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi preso após determinação do juiz Sérgio Moro por ter sido condenado na esfera criminal a 12 anos e um mês, tendo decisão proferida em segunda instância, no caso conhecido como "Tríplex do Guarujá", onde o petista foi acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O fato repercutiu em todo o País e no mundo. A Folha da Região entrevistou ontem lideranças políticas de Araçatuba para saber o que elas acharam desse episódio histórico.

PT
O presidente do PT no município, Adel Daher Filho, disse que existe uma "partidarização" das prisões da Operação Lava Jato. Ele afirmou que existem condenados em segunda instância do PSDB, há mais tempo que Lula, como o ex-governador tucano de Minas Gerais Eduardo Azeredo, que continuam soltos. "O Azeredo demorou 12 anos para ser condenado. O Lula apenas seis meses", comentou o petista.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.399201

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook