Idosa, irmão e filho são presos por furto de bananas

Uma mulher de 69 anos, um irmão dela e um filho, todos de Araçatuba, foram presos na noite de terça-feira (10), em Alto Alegre, acusados de furtar cachos de banana em uma plantação à beira da estrada. Com eles foram encontrados 17 cachos de bananas que teriam sido furtados do local.

Segundo a Polícia Civil, o proprietário do bananal vem verificando vários furtos de grande quantidade de bananas na roça que cultiva, mas até então, não tinha registrado boletim de ocorrência.

Porém, na tarde de terça-feira, ao passar pelo local, uma testemunha viu um veículo Fiat Prêmio encostado à beira da estrada, ao lado da plantação. Ela percebeu que havia um homem parado ao lado do porta-malas do carro, guardando os cachos de banana que eram trazidos da roça pelos outros dois acusados e entregues a ele.

Essa pessoa informou o dono da propriedade sobre o furto, ele acionou a polícia e ficou aguardando com um veículo no trevo de Alto Alegre. Assim que o carro passou pelo local, a vítima viu que havia cachos de banana dentro dele e passou a acompanhá-lo até a chegada da polícia.

Os acusados foram abordados e confessaram o furto. Eles disseram que retornavam de visita a familiares em Luiziânia e decidiram colher alguns cachos de banana que seriam para consumo próprio e para distribuir a familiares e conhecidos.

A família foi levada ao plantão policial de Penápolis e o ouvida pelo delegado Heweraldo Weber Gonçalves, que seguindo o que determina a legislação, determinou a prisão dos três.

Como o crime é considerado qualificado, por ter sido praticado por mais de duas pessoas, eles não tiveram direito a fiança. Os dois homens passaram a noite na cadeia de Penápolis e a mulher foi encaminhada para Araçatuba. Eles aguardam decisão da Justiça.

A mercadoria, avaliada em aproximadamente R$ 340, foi devolvida ao produtor rural.