Estado e município divergem sobre programa Bom Prato

A intenção da Secretaria do Estado de Desenvolvimento Social era instalar o programa Bom Prato, em Araçatuba, no ano passado. No entanto, o Estado afirma que ainda não conseguiu selecionar uma entidade sem fins lucrativos para gerenciar o serviço, voltado à distribuição de café da manhã e almoço à população de baixa renda.

Ainda não há nova previsão para a inauguração da unidade, mas o governo paulista garante que Araçatuba está incluída no projeto de expansão do programa e estudos técnicos continuam. De acordo com o governo de São Paulo, a Prefeitura de Araçatuba havia manifestado interesse em participar do convênio.

Caso isso ocorresse, a contrapartida seria de R$ 1 por refeição, no almoço. Na contramão, a secretária municipal de Assistência Social, Marta Dourado, ressaltou que não foi procurada pelo Estado para participar do convênio e que o município já tem o Restaurante Popular, com os mesmos objetivos e finalidades do Bom Prato. A diferença é que esse programa é do governo federal.

ESPAÇOS
Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria do Estado de Desenvolvimento Social, a Prefeitura chegou a indicar espaços para instalação do serviço por conhecer a região e a lei de zoneamento. A informação não foi confirmada por Marta Dourado.

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook