Espera diminui no Pronto-Socorro Municipal, diz Prefeitura de Araçatuba

Informação foi baseada em relatório de secretaria

Baseada em relatório da Secretaria Municipal de Saúde de Araçatuba, a Prefeitura de Araçatuba divulgou nesta terça-feira (6) que houve crescimento da demanda, aumento de funcionários e redução no tempo de espera no Pronto-Socorro Municipal do bairro Santana.

"Após análise dos atendimentos prestados no PS do Santana, depois incorporação de equipes e dos serviços prestados do Pronto Atendimento São João, o relatório informa que, no mês de janeiro, foram realizados 16.405 atendimentos, com uma média de 529 pacientes por dia, que, comparado a dezembro de 2017, quando houve 15.711 atendimentos, com média de 507 pacientes por dia, constatou-se aumento inferior a 4%, mantendo a média entre 450 e 650 pessoas/dia", afirma nota divulgada à imprensa. 

Apesar do fechamento da unidade do Pronto Atendimento São João (PASJ), o Pronto-Socorro Municipal, que é destinado a atendimentos de urgência e emergência, apresentou no mês de janeiro a mesma média de pacientes costumeira. "Isto significa que o PA São João tem a maioria de seus atendimentos destinados à Atenção Básica, além da perceptível redução no tempo de espera de três horas para 35 minutos, desde a realização da FAA (Folha de Atendimento Ambulatorial) até a consulta médica propriamente dita", divulgou a assessoria.
 
OUTROS BENEFÍCIOS
O relatório ainda aponta os fatores que provocaram a redução do tempo de espera de 3 horas para 35 minutos e outros benefícios gerados com os remanejamentos vindos do PA São João, como o Acolhimento de Risco 24h, realizado pelo sistema informatizado e por enfermeiros; instalação de monitores, nos quais os pacientes são chamados para classificação de risco e consulta medica; gerenciamento da quantidade de pessoas que aguardam classificação de risco, pela equipe gestora por dispositivos on-line, com tomadas de decisões a fim de agilizar o atendimento ao usuário SUS. 

Houve ainda, segundo a Prefeitura, aumento do número de médicos e enfermagem com o remanejamento dos profissionais do PASJ para o PSM; aumento no número de funcionários no setor de estatística, atualizando o faturamento que se encontrava em atraso; setor da farmácia recebeu funcionários e está funcionando 24h para realizar a dispensação  de insumos e medicamentos aos pacientes que estão internados; e a adequação do espaço físico com a instalação de consultórios novos para melhor atender a população.

"Além do direcionamento do mobiliário do PASJ para o PSM a socorrer setores que apresentam problemas, o aumento no número de profissionais de enfermagem e a qualidade da atenção dispensada aos usuários foi visivelmente apontada pela pesquisa de usuários", destaca a nota enviada à imprensa. "Com a informatização, agora pode-se verificar os períodos mais críticos e traçar planos para melhorar a atenção ao usuário." (Com informações da assessoria da Prefeitura)

LINK CURTO: http://folha.fr/1.387900