Unidade de ensino, prevista para o bairro Águas Claras (foto), ajudaria a reduzir falta de vagas em creches

Escola de R$ 2 milhões para Araçatuba ainda não saiu do papel

Construção foi anunciada em abril de 2014

Três anos após a Prefeitura de Araçatuba firmar convênio com o governo federal para a construção de uma escola municipal de educação infantil avaliada em quase R$ 2 milhões no conjunto habitacional Águas Claras, a obra ainda não saiu do papel. O prazo para a execução do serviço vence em março do ano que vem.

A construção da creche, anunciada pelo então prefeito Cido Sério (PT) em abril de 2014, seria realizada com recursos do Proinfância, liberados pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) no total de R$ 1.979.860,84. Trata-se de uma unidade com capacidade de atendimento para 188 crianças em turno integral ou 376 alunos em dois turnos. 

PARCELA
Em nota, a assessoria de imprensa do FNDE informou que a primeira parcela, de 15% do valor total, é liberada assim que o município inserir no Simec (Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle) a ordem de serviço para início de execução da obra. “Segundo informações inseridas no Simec pelo próprio município, a obra está em planejamento, ou seja, em etapa anterior à licitação”, respondeu o FNDE, ao esclarecer que, para a construção de creches com recursos do Proinfância, a contratação da construtora e a gestão das obras são atribuição da administração municipal.

A secretária de Educação de Araçatuba, Silvana de Sousa e Souza, também em nota, respondeu que o convênio está em pleno andamento e o projeto arquitetônico com as adequações necessários se encontra em análise do FNDE. Ela ressaltou que, assim que aprovado, será dado início ao procedimento licitatório. A escola será erguida na rua Luís Grenge, 200. Silvana lembrou que o prazo de vigência do convênio pode ser prorrogado até a conclusão da obra.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://tinyurl.com/mochoyr