Cido Sério (PT) não deve estar acompanhando o noticiário local nos últimos dias

Em vez de se defender de denúncia do MP, Cido usa Facebook para atacar a Folha

Ex-prefeito responde a nova ação por improbidade

Em vez de responder aos questionamentos da reportagem na quarta-feira (8), o ex-prefeito Cido Sério (PT) preferiu utilizar seu perfil no Facebook para atacar a Folha da Região por conta de matéria que noticiou nova ação por improbidade administrativa, na qual ele é acusado pelo Ministério Público por nomear servidora para função gratificada em órgão desativado por ele um ano antes. 
 
O petista escreveu na rede social que o jornal procura matérias de um ano atrás para tirar o foco de questões que envolvem o atual governo de Dilador Borges (PSDB), como a audiência pública sobre o aumento do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) para o próximo ano. 
 
NÃO TEM ACOMPANHADO?
Talvez o ex-prefeito continue preferindo ler poesia ao invés de jornais, como costumava dizer durante seu governo. Na mesma edição em que foi publicada a reportagem sobre seu processo, a Folha trazia como destaque em sua página A3 matéria sobre a audiência pública na Câmara sobre o aumento do imposto.
 
Ele afirmou também que o jornal defende o aumento do tributo. Ora, pode ser que Cido não tenha tido interesse em ler o editorial da última segunda-feira (6), onde o jornal argumentou que a atual gestão tucana falhou em não ter dialogado com a população sobre a proposta que pretende elevar os valores venais dos imóveis do município em 20% em 2018. 
 
PROCESSO RECENTE
Sobre a afirmação de que o jornal se esforça na busca de matérias de um ano atrás, talvez o ex-chefe do Executivo, por desconhecer absolutamente a acusação do MP, não saiba que a ação é recente, pois foi distribuída na Vara da Fazenda do Fórum de Araçatuba no último dia 1º, conforme informação que consta no site do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), disponível para a consulta de qualquer pessoa. 
 
QUEM ACUSA É O MP
No texto, o ex-prefeito também diz várias vezes que “a Folha fala em improbidade administrativa”. Na verdade, quem o acusa dessa infração é o MP. O jornal apenas noticiou a existência da ação e as alegações da Promotoria, que poderiam ter sido rebatidas pelo petista, que não atendeu a reportagem.
 
No final do processo, quem vai afirmar que Cido praticou ato de improbidade ou não é a Justiça, não o jornal, que apenas noticiará a sentença seja ela qual for. 
 
A FOLHA NOTICIOU
Seguindo o mesmo raciocínio, não será o jornal que vai acusar a atual gestão de improbidade administrativa, por ela manter a estrutura administrativa de cinco secretarias que foram incorporadas a outras pastas, como quer o ex-prefeito Cido Sério. Mais uma vez é preciso dizer que quem tem essa competência é o MP e a Justiça. 
 
Talvez o petista também não tenha lido reportagem publicada pela Folha no dia 5, que mostrou que o atual governo gasta mais de R$ 200 mil por mês com a permanência de funcionários dessas pastas agregadas, que já têm orçamento estimado para o ano que vem. 
 
NÃO LEU?
Por fim, é preciso dizer que o jornal publicou matérias sobre fatos positivos de sua gestão, ao contrário do que Cido afirma em sua postagem, como a vinda do curso de medicina para Araçatuba e a implosão do Hospital Modelo. Mas, talvez, naquelas ocasiões ele estivesse lendo poesia. (Ronaldo Ruiz Galdino)

ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'

LINK CURTO: http://folha.fr/1.373075