Sede em Araçatuba, na rua do Fico; órgãos não ligaram crise ao aumento de pedidos do benefício

Em ano de crise, 560 famílias recorrem ao programa Bolsa Família

Em ano de crise, Araçatuba viu crescer em 12% o número de pessoas em situação de pobreza que recorreu ao benefício do Bolsa Família. Entre o mês de novembro de 2014 e o mesmo período do ano passado, 560 famílias passaram a integrar o programa do governo federal; saltando de 4.600 para 5.160 benefícios, respectivamente.

O panorama atual na cidade, conforme dados do MDS (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome), vai na contramão da queda de dependentes da ação de distribuição de renda nos anos anteriores. De 2011 até 2014, a redução foi de 8,8%.

Somente em novembro de 2015, o MDS repassou R$ 682.458,00 para as 5.160 famílias do programa, em Araçatuba, o que dá um auxílio médio de R$ 132 por mês. Se multiplicado o valor de repasse mensal pelos meses de 2015, foram liberados para Araçatuba quase R$ 8,2 milhões. Em todo o ano de 2014, o Bolsa Família, no município, custou aos cofres do governo, R$ 7.562.129,00.

O pico de atendidos pelo Bolsa Família em Araçatuba foi notado em janeiro de 2009, quando 6.309 famílias foram registradas no programa. Nas épocas seguintes, o município também viu cair os números, com pequenas oscilações. No entanto, o cenário sofreu mudanças no ano passado: após chegar a 4.461 atendimentos, em março, vou saltar para 5.137, em abril.

OUTRO LADO
A reportagem questionou o MDS se a crise econômica refletiu no aumento de famílias inseridas no programa, em um ano, no município. Em nota, o ministério respondeu que não é possível fazer este tipo de análise olhando apenas um curto espaço de tempo, já que o Bolsa Família possui um fluxo mensal de entradas e saídas.

Também foi feito o mesmo questionamento à Prefeitura de Araçatuba, mas não houve resposta sobre a crise ter influenciado no inchaço de famílias que aderiram ao programa. O município informou que a folha de pagamento deste mês beneficiou 5.103 famílias, totalizando R$ 666.867,00. O valor médio do benefício, nesse caso, é de R$ 130,68.

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook