Orson Peter Carrara é escritor espírita. Descreve esta Face Espírita para publicação na Folha da Região

Divaldo, 90; Coluna Face Espírita, 10

É expressivo registrar – na passagem de aniversário de 90 anos de Divaldo Pereira Franco – notas de alegria e gratidão pela presença marcante desse lúcido amigo do Movimento Espírita, no Brasil e no exterior. Sua extensa obra social em Salvador (BA); a produção mediúnica na psicografia, com os livros que expandem ainda mais o pensamento espírita; e especialmente a lucidez nas exposições doutrinárias, em palestras ou seminários, bem como a incansável agenda falam por si, não deixando aberturas para omissões ou indiferença com o que a própria história de vida do médium registrou e continua registrando através do tempo.

Além das centenas de livros psicografados, muitos autores se debruçaram sobre sua vida e seus exemplos, com profundos e comoventes casos da convivência humana e de seu cotidiano. Dentre os livros, para deixar o caráter histórico registrado, gostaria de citar dois autores e três obras. Especialmente o magnífico “O Semeador de Estrelas”, de Suely Caldas Schubert, com os impressionantes casos vividos por ele, em comoventes narrativas.

São também os casos dos livros “Sexo e Consciência” e “Vivências do Amor em Família”, ambos organizados por Luiz Fernando Lopes, que transformaram em textos palestras e seminários do médium com abordagens dos dois temas, igualmente com expressivos casos narrados em detalhes pela emoção e lucidez doutrinária, atributos bem característicos de Divaldo. Tais livros retratam as ricas experiências do cidadão, médium e espírita, sempre orientando vidas.

Na data em que ele alcançou esse marco na vida (5 de maio), espíritas do planeta não ficaram indiferentes. Brotaram, espontâneos, a gratidão e a alegria, elevando-se os corações em preces ao Criador e a Jesus por Divaldo, que transformou o Movimento Espírita com ação perseverante. É preciso acentuar: ação lúcida em favor do real entendimento da proposta de Jesus.

Desde 1927, quando nasceu em Feira de Santana (BA), até os dias atuais, com o enorme legado de bondade e lucidez em muitos corações, cidades e países, o cidadão brasileiro Divaldo Pereira Franco construiu bases sólidas de fé e trabalho em favor do bem, gerando gratidão em todos os que dele se aproximam e o conhecem. E isso sem falar de sua gigantesca obra social em Salvador, onde o esforço de educação e de assistência a famílias e seus filhos repercute na sensibilidade mundial.

Obrigado, Divaldo! Receba nosso abraço e cumprimentos de profunda alegria, gratidão e sincera admiração pelo legado que construiu, e que ainda não está concluído. Estas palavras brotam espontâneas porque é admirável acompanhar sua trajetória e as sementes de amor ao Evangelho, de fé construtiva e de exemplos marcantes semeados em tantos corações, para que igualmente despertemos para o amor, que deve nos caracterizar o comportamento.

Aproveito para também agradecer ao jornal Folha da Região, em nome do Movimento Espírita, representado pela USE (União das Sociedades Espíritas) Regional de Araçatuba, por dez anos da Coluna Face Espírita. E justamente hoje, 17 de maio. Há uma década, o jornalista Sirlei Nogueira iniciava o exercício de sistematizar a divulgação espírita para fora dos nossos muros, por meio deste reconhecido veículo de comunicação. A nossa eterna gratidão!

LINK CURTO: http://tinyurl.com/n64csd9