Diretor é acusado de assediar menor aprendiz na Prefeitura de Araçatuba

Caso está sendo investigado pela DDM

A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Araçatuba vai investigar um suposto assédio sexual cometido por um diretor de departamento da Prefeitura contra uma adolescente de 17 anos, que trabalha como menor aprendiz, vinculada à Fundação Mirim, na administração. O caso teria ocorrido no dia 20 de outubro, mas foi divulgado somente nesta semana.

Segundo boletim de ocorrência, a adolescente trabalha no setor de RH (Recursos Humanos) da Prefeitura. Ela teria levado um papel para o diretor do departamento assinar, dentro da sala de arquivo da repartição. Após assinar os documentos, conforme o registro policial, o diretor teria puxado a menina, tentando dar um beijo na boca dela.

A menor afirmou que conseguiu desviar do beijo, que acabou pegando no rosto. Após o fato, ela teria deixado o local e procurado outra servidora, contando o que ocorrera. No boletim, ela ainda afirma que o diretor não a ameaçou e nem falou nada após o ocorrido, além de eles nunca terem tido outra relação a não ser profissional.

SEM CÂMERAS
O arquivo do RH não possui câmeras de segurança, o que pode dificultar a investigação. O diretor, a menor e as testemunhas foram ouvidos pela Corregedoria do Município, que também deverá apurar o ocorrido.

Segundo apurado pela reportagem, o diretor se aposentou como funcionário da própria Prefeitura, mas ocupa cargo comissionado por meio de indicação política de aliados da atual administração.

OUTRO LADO
Questionada pela reportagem, a Prefeitura confirmou o ocorrido. "O fato foi apurado com a oitiva formal da reclamante (acompanhada de sua genitora), do acusado e de outras duas servidoras que souberam dos fatos ao ouvirem a versão da adolescente", informou nota divulgada pela assessoria.

A administração ainda afirmou que a Corregedoria orientou a menor e a mãe dela a registrarem os fatos na Polícia Civil. "A par das medidas administrativas internas já adotadas, a Prefeitura aguarda a apuração dos fatos pela Polícia Civil", finaliza a nota.

MIRIM
Já a Fundação Mirim, responsável pela gestão dos menores aprendizes na Prefeitura, formulou um requerimento pedindo informações à administração sobre o caso e explicações sobre quais medidas tomará frente à acusação. 

O documento ainda pede o afastamento do diretor envolvido no caso até que o caso seja apurado pelo município e pela polícia de Araçatuba.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.373334