Fontanelli: “Se procurar o médico, poderá prevenir uma complicação, como um infarto ou AVC”

Dia do Homem: Sociedade alerta para falta de prevenção

Resistência em procurar assistência médica preventiva resulta em diagnósticos mais tardios

Hoje (15) é celebrado o Dia do Homem e a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional de São Paulo alerta para os cuidados da saúde masculina.

"Os homens apresentam muito mais resistência em procurar assistência médica preventiva, por medo, vergonha ou 'falta de tempo' do que as mulheres, o que resulta em diagnósticos mais tardios e complicados na maioria dos casos”, ressaltou a médica Larissa Gomes, diretora da entidade. Ela frisa ainda que os cuidados com a saúde geral em caráter preventivo podem melhorar a saúde e a qualidade de vida dos homens e das mulheres.

O endocrinologista de Araçatuba, Antonio Mendes Fontanelli, do Departamento de Endocrinologia Feminina e Andrologia da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo, alerta para a importância de fazer avaliação clínica periódica. “Essa dificuldade que os homens apresentam de procurar o médico pode levá-lo a ser vítima de muitas doenças, dentre elas a disfunção erétil”, salientou o médico, ao completar que a patologia acomete 15% dos homens com 40 anos, 45% dos homens entre 50 e 60 anos e 70% dos homens aos 70 anos.

Disfunção erétil ou impotência sexual é a incapacidade permanente de obter ou de manter uma ereção rígida o suficiente para uma relação sexual satisfatória. “E é um marcador precoce do distúrbio cardiovascular. A disfunção erétil precede três a quatro anos o infarto do miocárdio porque a espessura da artéria peniana é menor do que a artéria coronariana”, disse Fontanelli.

LINK CURTO: http://tinyurl.com/yajngfln