Local fica próximo a uma escola; por conta do acúmulo de detritos, espaço pode atrair insetos e outros animais

Descarte de materiais em área da Vila Industrial prejudica vizinhos

Um terreno da rua Monteiro Lobato, ao lado do número 118, na Vila Industrial, em Araçatuba, está sendo usado pelos moradores da redondeza e de bairros próximos como ecoponto há 18 anos, afirma o autônomo Claudino Zorzeto Júnior, 47 anos.

Segundo ele, esse acúmulo se intensificou de um ano para cá, e desde então é comum ver pessoas jogando todos os tipos de materiais na área, e até mesmo colocando fogo no imóvel. “Eu procuro estar sempre de olho em quem joga materiais aqui no terreno, e sempre que posso eu converso com a pessoa. Porque isso é uma falta de respeito com os cidadãos e com o espaço público, que é de todos”, diz o autônomo. 

Zorzeto Júnior afirma que a última queimada poluiu tanto o ar que até seu cachorro passou mal. O morador alega ter tentado apagar o fogo, mas quando chegou ao local já era tarde demais. O local é próximo da Escola Estadual Profª. Nilce Maria Souto Melo, o que torna o problema ainda mais grave, por possibilitar a atração de insetos para uma área de aglomeração de pessoas. 

OUTRO LADO
A assessoria de imprensa da Prefeitura informa, em nota, que o município possui locais próprios para descartes, e que anualmente investe R$ 2 milhões em limpeza de locais como esse, uma verba que poderia ser aplicada em melhorias necessárias.

PARTICIPE DO DISQUE-FOLHA
Defenda seus direitos e sua cidade. Ligue para a Redação: (18) 3636-7774, envie e-mail para disquefolha@folhadaregiao.com.br ou mensagem pelo Whatsapp: (18) 99663-5314.

Leia aqui outras reportagens da coluna.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.383408