Imóvel na rua Maria Lauretto Agostinho, no bairro Quemil, recebe móveis velhos, restos de construção e até lixo

Descarte de entulho em terreno e calçada coloca idosa em risco

Um terreno na rua Maria Lauretto Agostinho, ao lado do número 113, bairro Quemil, em Birigui, está sendo usado como ponto de descarte. 

De acordo com a técnica em enfermagem Nivalda Messias dos Santos, 48 anos, há materiais inservíveis dentro do terreno e também no local onde deveria existir uma calçada, que é de terra.

A quantidade é tanta que já está acumulando em frente a cada da mãe dela, de 81 anos, e que fica ao lado do terreno. Nivalda está preocupada com a situação, pois nesta semana um caso de picada de escorpião no bairro foi notificado pela Prefeitura.

"Os moradores precisam criar consciência de que esse acúmulo de sujeira só atrai os bichos. E pior disso tudo é que, se não bastasse utilizar o terreno, alguns moradores estão amontoando móveis usados na calçada da minha mãe. Já pensou se algum escorpião entra na casa dela?", questiona Nivalda.

A técnica de enfermagem ressalta não ter conseguido contato com a Prefeitura para relatar a situação enfrentada por sua mãe, e afirma que já tentou conversar com os moradores para que o descarte seja interrompido. Porém, não teve sucesso. "Isso que estão fazendo com a minha mãe é um tremendo descaso e uma falta de respeito com uma senhora idosa. Não sei como eles conseguem fazer isso e ficarem tranquilos. É o cúmulo", diz.

OUTRO LADO
A Prefeitura informa, em nota, que considera o assunto de extrema importância e afirma que o setor responsável por este serviço irá visitar o local o mais rápido possível, assim como buscar solução para o problema.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.367345