Daniela Devides é advogada, pós-graduada em direito civil, coach educacional e diretora do Colégio Degrau Ambiental, de Araçatuba

Daniela Devides: Emoção intensa

Como você geralmente responde quando alguém pergunta: “Como você está se sentindo?” Com o término de 2017, coloco-me a pensar sobre como o ano que passou foi vivido. Uma pequena lembrança de grandes momentos que marcaram o ano me faz refletir na intensidade em que vivenciamos certos acontecimentos.
 
Os prazeres físicos são considerados satisfações imediatas, passageiras, estimuladas através dos sentidos e precisam de pouca ou nenhuma interpretação. Apesar da satisfação que trazem, não é fácil construir a vida em torno destes prazeres, pois, assim que os estímulos externos cessam, eles desaparecem rapidamente.
 
Já os prazeres maiores são também considerados passageiros, mas cognitivos e variados, criando hábitos rapidamente, pois passamos a apreciar essas sensações e buscamos vivê-las de novo. Podemos elencar prazeres derivados de emoções positivas de alta intensidade (enlevo, deleite, emoção, euforia, júbilo), de intensidade moderada (animação, contentamento, bom humor, graça) e de intensidade baixa (conforto, harmonia, divertimento, relaxamento).
 
O fato é que podemos aumentar essa felicidade momentânea em nossas vidas através da habituação, apreciação e atenção, pois sabemos que, na segunda vez que comemos um pedaço de um bolo de chocolate não experimentamos o mesmo prazer do primeiro pedaço, portanto, criar espaço para a realização e intensificar essas situações prazerosas faz toda diferença.
 
Permita-se apreciar cada momento, ou seja, dê a atenção deliberada e consciente diante de cada experiência, compartilhe com as pessoas que você ama, tire fotografias mentais ou pegue uma pequena lembrança concreta do evento, orgulhe-se de participar, deixe-se envolver totalmente, aumente o grau de intensidade e tente não pensar apenas sentir. Pare de agir automaticamente, tenha mais atenção ao momento presente, você conseguirá ter uma tranquilidade muito maior do que quando se vive a experiência com pressa e com a preocupação no futuro.
 
Receber, agradecer, admirar e aproveitar são meios de intensificar o prazer. Dê um presente para você, intensifique suas emoções positivas e os seus momentos de prazer, escolha um dia para vivenciá-los ou aprenda a identificar quando eles acontecerem naturalmente. Os momentos que experimentar intensamente a alegria, o contentamento, o interesse e o amor irão gerar recursos pessoais que poderão ser utilizados por toda a vida, lembrando que é cientificamente comprovado que emoções positivas produzem saúde e bem-estar.
 
Que tal quando você estiver se sentindo bem, por qualquer motivo, intensificar esta emoção? Como? Você não precisa de nenhum psicólogo para dizer o que gosta e o que não gosta, portanto, se está se sentindo bem, é porque algo bom aconteceu, então, transforme este “algo bom” em “algo extraordinário”! Faça disso uma atitude verdadeira e que te deixe feliz, aprecie cada momento desta experiência e foque neste sentimento de pura sensação de bem-estar, assim esses momentos se tornarão inesquecíveis e se alguém perguntar a você como está se sentindo, não responda simplesmente “bem” diga: em júbilo!!!!!! 
LINK CURTO: http://folha.fr/1.382515