Cosmos 2017 traz temas sobre ufologia e astronomia

A 16ª edição de um dos eventos científicos mais importantes de Araçatuba, o Cosmos, traz uma temática voltada em especial para a astronomia e a ufologia. Com uma série de atividades de cunho científico, o projeto é fonte de informação e reflexão sobre a presença humana na terra e no universo. O Cosmos 2017 começou no dia 19 e vai até o dia 28 deste mês, seguindo com diversas atividades para o público. 

A programação do evento neste ano apresenta oficinas, exibições de filmes e palestras para democratizar e aproximar o cidadão da ciência através da participação de técnicos e pesquisadores das áreas de matemática, físcia, astronomia, química, ciências espaciais, tecnologia e astrofísica. Segundo o coordenador do evento, Jefferson Valentin Bittencourt Alves, o Cosmos tem como objetivo principal trabalhar com uma abordagem educativa com os temas. 

Nesta quarta-feira (26), ocorre a exibição do filme "A ameaça que veio do espaço" que conta a história de dois jovens que espiavam as estrelas por um telescópio quando veem uma grande bola de fogo caindo perto de sua casa. Curiosos, ao investigarem o que seria aquele artefato, os jovens se deparam com uma neve alienígena e ai começa o trama. Ambos têm entrada gratuita. 

IDEALIZADOR
"A ideia nasceu de algumas reuniões do grupo original, formado por alguns aficionados pela astronomia e ufologia. O grupo regularmente fazia e faz a chamada 'pesquisa de campo', que são incursões pela periferia da cidade, campos, sítios e fazendas, com equipamentos adequados e particulares, tais como binóculos, telescópio, bússola, mapa celeste, filmadoras e maquinas fotográficas, explorando nossos céus , o espaço celestial, Lua e planetas, e também o registro de avistamentos reais e concretos de Objetos voadores Não Identificados - OVNIs, sendo que o grupo original foi composto por mim, Gener Silva, Wilson Simões Balbo, Leocádio Benez, Jorge Luis Néry", explica Gener Silva, idealizador do projeto Cosmos. Com o objetivo de unir os assuntos em que cada um se interessava, veio então a ideia de criar o Cosmos, segundo Silva. 

Desde então, o evento reúne em suas edições diversos profissionais do país. Na edição deste ano, a ideia é promover um alto grau de reflexão, explica Gener Silva. Para os organizadores, o evento sempre traz atualizações sobre astronomia e ufologia, já que essas duas áreas passam por constantes mudanças e evolução. Para Silva, tanto nesta quanto em outras edições, sempre houve dicotomia. "Como são dois assuntos fascinantes e diametralmente opostos, penso que são assuntos que provocam alto grau de reflexão, que é exatamente a finalidade do evento: ser cultural e provocador."

O idealizador aponta também que canais de TV pagos, como Discovery, National Geographic e History Channel, têm sistematicamente colocado ao público essas temáticas. Os palestrantes, que são especialistas de diversas regiões do país, são os responsáveis por trazer essas atualizações a quem prestigia o evento, diz Silva. Segundo o idealizador, o público alvo do Cosmos é bem variado. "Publico de 8 a 80 anos, homens, mulheres, muitos jovens e até crianças. Diga-se de passagem, trata-se de um evento esperado, aguardado, que se traduz em sucesso a cada ano."

TRAJETÓRIA
Um dos idealizadores do projeto Cosmos, Gener Silva foi o responsável pela fusão de um grupo de ufologia que deu origem ao Inape (Instituto de Astronomia e Pesquisas Espaciais de Araçatuba). 

Atual presidente do instituto, Gener é ufólogo com mais de 35 anos de pesquisa na área. Já participou de diversos cursos e seminários dentro de sua área. Dentre elas estão: Epistemologia e Metodologia Científica, realizado pelas Faculdades Salesianas de Araçatuba - 1999.

LINK CURTO: http://tinyurl.com/ycjropb9