Papinha (esq.), Dunga, Jaime, Cido Saraiva e Tieza são principais concorrentes

Cinco nomes já são cogitados para presidente da Câmara de Araçatuba em 2019

Eleições acontecem no fim deste ano

Embora as eleições para a mesa diretora da Câmara de Araçatuba ainda estejam longe - acontecem no fim deste ano -, alguns nomes para candidatos a presidente começam a ser cogitados nos bastidores políticos da cidade. Um dos possíveis postulantes, quase que naturalmente, é o atual presidente do Legislativo, Rivael Papinha (PSB), que iniciou agora, em 2018, o segundo ano de seu mandato. 
 
Na última sexta-feira (12), o pessebista disse, em uma entrevista para uma emissora de rádio do município, que ainda não está pensando em reeleição. 
 
Papinha tem outros planos no momento. Ele é pré-candidato a deputado federal no pleito deste ano. Mas, quando for a hora certa, o pessebista pretende se reunir com seus colegas para decidir o que vai ser melhor para a Casa. 
 
EXPERIENTES
Outros três nomes citados nos bastidores são de ex-presidentes da Câmara: Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM), Jaime José da Silva (PTB) e Cido Saraiva (PMDB). Dos possíveis candidatos, Dunga é o que mais vezes ocupou a presidência do Legislativo local. 
 
Porém, recentemente, o democrata disse em nota ao Periscópio que nada está decidido em relação a uma eventual candidatura sua ao comando da mesa diretora e que o assunto será discutido democraticamente. 
 
Jaime foi presidente da Casa entre 2013 e 2014. Já Saraiva foi presidente por dois mandatos, sendo o último deles exercido entre 2015 e 2016. O peemedebista, porém, também pretende se candidatar nas eleições deste ano, para o cargo de deputado estadual. 
 
TIEZA
Por fim, fontes desta coluna apostam que a vereadora licenciada Tieza Marques de Oliveira (PSDB) também pode concorrer à presidência da Câmara. Alguns disseram até que ela tem a preferência do prefeito Dilador Borges (PSDB). 
 
No início desta legislatura, Tieza disputou com Papinha o comando da mesa diretora, mas não levou. Se for eleita, será sua primeira experiência como presidente da Casa. No entanto, para entrar na disputa, a tucana precisaria voltar ao Legislativo e deixar o cargo de secretária de Cultura que ocupa atualmente. Quem está como suplente em seu lugar é o parlamentar Márcio Saito (PSDB). (Ronaldo Ruiz Galdino)

ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'

LINK CURTO: http://folha.fr/1.384492