Padre Charles Borg é vigário-geral da Diocese de Araçatuba

Charles Borg: Fitness

Alongar é bom para a saúde! O hábito de submeter-se a esses exercícios, proporciona ao corpo básicas condições para que se leve avante, e de uma forma saudável, as múltiplas tarefas diárias. O que vale para corpo, serve, igualmente, para o espírito. Curioso, entende-se a necessidade de exercitar a musculatura corporal para se tornar fisicamente mais ágil, fortalecido e, simultaneamente, protegido contra lesões corporais, enquanto se ignora ou se minimiza a necessidade que o espírito também tem de “alongar-se” para manter-se saudável e estimulado. 

Por descuidar de alongamentos espirituais, muitos batizados ficam vulneráveis em sua vivência religiosa, queixam-se de cãibras quando sabem que precisam ir à igreja. Facilmente se lesionam em sua conduta ética e, geralmente, perdem tanto o apetite para avançar na prática da fé como a agilidade em subir os degraus da perfeição. Tem muito cristão inoperante e fatigado por falta de alongamentos espirituais, satisfeito apenas por cumprir básicas obrigações.

Um dos primários músculos a ser fortalecido no campo de alongamento espiritual é a musculatura do perdão. Esse “músculo” é vital para uma saúde religiosa integral. Se estiver encurtado, a capacidade de progredir espiritualmente fica sensivelmente reduzida. 

Tenso, esse músculo facilmente sofre lesões profundas, provocando agudas dores na alma, com enorme probabilidade de travar qualquer atividade religiosa. É um músculo que demanda cuidados e alongamentos constantes, beneficiando concomitantemente as musculaturas secundárias da misericórdia e da compreensão. Os exercícios que trabalham o seu desenvolvimento são doídos muitas vezes. Exigem especial disciplina e determinado propósito. A melhora no relacionamento, contudo, é garantida e difusa!

Outro músculo vital para uma saúde espiritual integral é da caridade incondicional. Esse músculo, quando evangelicamente trabalhado, proporciona impressionante elasticidade na tarefa de aproximar pessoas, na capacitação para vencer desigualdades e no empenho para promover uma justa paz. 

Especificamente exercitado, lubrifica ainda as musculaturas secundárias da solidariedade, da generosidade e da gratuidade, reduzindo drasticamente as tensões advindas do egoísmo, do preconceito e da indiferença. Fortalecido com diligência, esse músculo habilita a resistir a agressões que constantemente ameaçam lesioná-lo, evitando o adiamento ou até mesmo a suspensão de iniciativas caridosas.

Aconselha-se, sempre, aquecer-se antes dos alongamentos. Na área espiritual, o aquecimento é a oração. A oração garante a temperatura ideal para os exercícios, ordena as tensões e canaliza as energias. A comunhão com Deus é pressuposto indispensável para conseguir uma elasticidade espiritual consistente. Complementado pelo espiritual, o alongamento muscular físico conduz a um “fitness” harmonioso, integral e progressivo, genuinamente humano!

LINK CURTO: http://folha.fr/1.384363