O muro do cemitério esta destruído em boa parte de sua extensão.

Cemitério do bairro Rosele sofre com abandono, dizem moradores

O cemitério está em estado deplorável, diz moradora

Uma moradora que preferiu não se identificar procurou a nossa redação para denunciar a situação de abandono do Cemitério Municipal Recanto da Paz, no bairro Rosele. A moradora, que tem medo de sofrer represália e vandalismo no túmulo de parentes, diz que o cemitério está em estado deplorável.

A situação, que é um problema recorrente no local, está causando transtornos para a moradora até ao questionar o possível responsável pela administração do cemitério. “Fui perguntar qual o motivo de o cemitério estar nessa situação de abandono e me disseram que era por causa do local onde ele se encontra”, disse a moradora.

Para ela, isso é um preconceito com a comunidade próxima ao local, e ela questiona o porquê do Cemitério da Saudade receber uma atenção maior. “É uma falta de respeito com as pessoas que já faleceram e com os parentes que vêm visitar entes queridos”, relatou. Ela ainda acrescenta sobre a falta de segurança do local.

 
“Já houve furtos de peças de bronze que meu pai comprou e deixou no túmulo da minha mãe. A gente vem visitar e se sente inseguro com os usuários de drogas que ficam aqui”.
A reportagem verificou que em vários pontos o muro se encontra quebrado, lugares com descarte de entulho e árvores caídas em cima de túmulos.

A moradora ainda afirma que uma pessoa que trata os lugares conforme o bairro não deveria estar em um cargo público. “Fui tratada com arrogância e prepotência, um servidor público deveria ter no mínimo uma educação para falar com quem paga os impostos”, finalizou.

 

OUTRO LADO
Em nota, a Prefeitura informa que não há distinção nos cuidados entre os dois cemitérios e que a administração dispõe de duas equipes para cuidar de ambos.

Acrescenta que o cemitério Recanto da Paz passou por uma reforma recente, porém o muro é derrubado por usuários de drogas e vândalos e que a limpeza é feita diariamente e a segurança é feita por um profissional interno.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.401725