Segundo Arlindo, ideia era beneficiar munícipes, principalmente de baixa renda, com problemas no tratamento de animais domésticos

Câmara derruba projeto de farmácia veterinária para Araçatuba

Comissão argumenta que geraria custos ao município

A Câmara de Araçatuba decidiu arquivar projeto de lei do vereador Arlindo Araújo (PPS) que propunha a criação de uma farmácia veterinária da Prefeitura. O arquivamento ocorreu após parecer contrário da Comissão de Justiça e Redação, apontando ilegalidade do projeto, se aprovado na sessão de segunda-feira (17) à noite, por gerar custos ao município.

Segundo Arlindo, o projeto foi criado para trazer auxílio para munícipes com problemas no tratamento de animais domésticos. "(O projeto) também busca sanar um grande problema de zoonose no meio urbano, em que as famílias, principalmente de baixa renda, sofrem com doenças causadas pelos animais domésticos. Muitas vezes, as famílias deixam de tratar seus animais pelo alto custo dos medicamentos veterinários", disse em sua justificativa.