Zanatta (esq.) e Papinha debateram fechamento de Pronto Atendimento no bairro São João

Câmara de Araçatuba aprova LDO 2018 em meio a críticas ao setor da saúde

A Câmara de Araçatuba aprovou, durante a última segunda-feira, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2018, a primeira da gestão do prefeito Dilador Borges (PSDB). O projeto recebeu dez emendas propostas da Comissão de Finanças e Orçamento do Legislativo. Porém, a votação serviu para críticas à saúde, principalmente, sobre o futuro do Pronto Atendimento do bairro São João.

O presidente da Casa, Rivael Papinha (PSB), disse que ficou sabendo, por meio de um programa de rádio, que a Secretaria da Saúde pretende fechar o PA do São João. O socialista disse que não concorda com essa intenção e reclamou que não tinha conhecimento dela, o que o deixou irritado. 

O presidente da comissão de Saúde, Lucas Zanatta (PV), afirmou que o grupo já tinha conversado com a secretaria, tendo sido informado, na ocasião, que havia uma negociação em andamento com o Ministério Público para que a execução de uma multa de R$ 1 mil, relacionada ao pronto atendimento, só começasse após a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Umuarama iniciar seus atendimentos. 

Segundo Zanatta, a intenção da Secretaria de Saúde é fechar o pronto atendimento para reformas, a fim de transformá-lo em UBS (Unidade Básica de Saúde). No entanto, o socialista voltou a criticar a falta de diálogo sobre essa intenção, afirmando que queria um comunicado oficial. “Eu repudio a maneira que (o assunto) está sendo conduzido”, afirmou Papinha, que, na Câmara, apoia o governo tucano.

DIRETRIZES
A LDO estabelece as metas e prioridades da administração para o próximo ano. 
Além disso, a matéria traça as normas necessárias à elaboração da Lei Orçamentária Anual e também contempla as diretrizes presentes no PPA (Plano Plurianual) para 2018-2021.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.361778

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook