Boa notícia para a economia

Queda sistemática da Selic já traz boas expectativas

Em que pese a turbulência política, deve ser bem-vista a ação voltada à redução de juros por parte do governo federal. A queda sistemática da Selic, a taxa de juros do Banco Central, já traz expectativas otimistas para um setor considerado fundamental para o crescimento da economia: o da construção civil. Reportagem publicada ontem pela Folha da Região mostra que empresários desse segmento, em Araçatuba, estão animados com a possibilidade de retomada após um período de dificuldades, especialmente por causa da crise econômica enfrentada pelo Brasil nos últimos anos. 

Os números justificam essa perspectiva. Em agosto de 2016, a Selic atingia 14,25%, ao passo que, no mês passado, chegou a 9,25%. Ou seja, no intervalo de um ano, a queda foi de cinco pontos percentuais. Com juros menores, o custo da construção tende a ser menor, o que faz aumentar as chances de a baixa ser passada para o consumidor. Logo, elevam-se as possibilidades de novos negócios, principalmente financiamentos. Isso movimenta a economia e é importante até para a administração pública, no sentido de ver subir a arrecadação de impostos.

Impacta ainda o comércio, que, já há algum tempo, tem visto seu faturamento crescer apenas em setores voltados para o consumo imediato. Por fim, cria-se a expectativa de geração de empregos, desafio que a gestão de Michel Temer (PMDB) à frente do Palácio do Planalto ainda tem muito a enfrentar — em julho, foram criados cerca de 35,9 mil empregos com carteira assinada, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgado esta semana, mas o montante de mais de 12 milhões de pessoas sem trabalho ainda é preocupante.

Na atualidade, Araçatuba tem, em construção, 13 empreendimentos verticais, além de tantos outros horizontais. Estímulo era, portanto, o que estava faltando para a retomada do crescimento no mercado imobiliário, principalmente nos momentos mais tensos da recessão. O setor, que estava no auge entre o final da década passada e o início da atual, só agora, começa a visualizar caminhos para voltar a expandir.

Ver esse mercado em alta é fundamental para o desenvolvimento em geral. No caso de Araçatuba, criam-se novas opções para uma cidade que, a cada ano, vê sua população aumentar e pressiona Prefeitura, Estado e União a melhorar as condições de logística a diferentes bairros, bem como o aprimoramento dos serviços públicos prestados. É por todos estes motivos que otimismo observado na construção civil tem os seus efeitos na economia como um todo.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.355173