"Filhos de Araçatuba" exibe diferentes facetas de pessoas do cotidiano

Araçatuba sob a visão do povo

Exposição presta homenagem aos 109 anos da cidade

Trabalhos que reúnem pessoas comuns e a realidade daqueles que fizeram parte da história de Araçatuba estão presentes na exposição fotográfica “Filhos de Araçatuba”, do fotógrafo Marcelo Fernandes. A abertura da mostra ao público ocorre nesta sexta-feira (8), às 19h30, na Biblioteca Municipal Rubens do Amaral. A visitação poderá ser feita até dia 23, das 8h às 18h, com entrada gratuita.

A exposição é resultado de um trabalho documental Fernandes com o objetivo de retratar moradores da cidade e sua relação com o ambiente urbano em tempos passados, em homenagem aos 109 anos de Araçatuba. 

Pelas 22 entrevistas individuais constatou-se a evolução do município e os impactos causados por essas mudanças na vida de seus habitantes. Os retratos impressos em grandes formatos possibilitam uma viagem pelos olhares e as histórias marcadas no rosto de cada morador. Além das imagens, os textos de apoio ajudam a contar os relatos e gravar na história de Araçatuba a memória de seus filhos.

A organizadora do evento, Fran Mariano, conta que a intenção é colocá-lo em pontos de grande fluxo para que as pessoas o apreciem sem objetivo, mas quando verem, fiquem impactadas. As imagens estão dispostas até quinta-feira nas três unidades do Supermercado Rondon, no Araçatuba Shopping, Praça Nova Araçatuba, Atende Fácil, Quintal Cultural e Senac Araçatuba. Após a quinta, todas as fotos serão reunidas e expostas no Saguão da Biblioteca Municipal de Araçatuba. 

PROJETO 
O fotografo e idealizador do projeto, Marcelo Ferreira Fernandes, conta que começou a pensar em uma ação que envolva a fotografia documental com o objetivo de apresentá-la para a cidade como um presente. Ele utilizou o aniversário do município, celebrado no último dia 2, como mote para investir na exposição com pessoas que participaram do processo de evolução de Araçatuba. 

“Comecei a pensar nas pessoas comuns da cidade e na relação delas com o seu processo de evolução. O que elas achavam e como elas viam Araçatuba”, conta Fernandes. O fotografo ressalta que, durante as entrevistas com os personagens, buscou um paralelo entre o passado e o presente. 

Já a organizadora diz que, com esse perfil de entrevistados, a exposição dá luz a um público muitas vezes esquecido. “Esquecemos das pessoas comuns e só lembramos dos famosos, mas os comuns têm grande participação no desenvolvimento da cidade”, explica Fran. 

“Eu vi que as pessoas sentiam orgulho de falar daquelas histórias. Às vezes, elas não contavam aquilo há anos e muitos fatos eram relembrados naquele momento. Elas sentiam felicidade em contar aquilo para alguém, porque muitas vezes não têm a quem contar. Sem contar que sentiam orgulho em participar do projeto”, conta Fernandes. Cada foto tem um pequeno relato contando a vida dos personagens. 

RELEVÂNCIA 
“Podemos pensar dois caminhos, como uma forma de contar de Araçatuba sob a ótica das pessoas. A outra é trazer um pouco mais da fotografia para a cidade. Só consumidos as fotos comerciais. Agora, essa vertente de mostrar esse tipo de trabalho de fotografia autoral precisa ser reforçada”, finaliza o fotógrafo.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.377586

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook