Antonio Cesar Perri de Carvalho foi dirigente de instituições espíritas em Araçatuba, ex-presidente da USE-SP (União das Sociedades Espíritas) e da Federação Espírita Brasileira. Descreve esta Face Espírita para publicação na Folha da Região

Antonio Perri de Carvalho: 2018: datas, obras, exemplos marcantes...

O ano de 2018 será marcado por comemorações relacionadas a diversas efemérides espíritas. Episódio histórico importante vinculado ao trabalho de Allan Kardec, codificador da Doutrina Espírita, foi o lançamento há 160 anos (janeiro de 1858) da “Revista Espírita”, que ele editou mensalmente até a desencarnação, em 1869. Este periódico reúne artigos, resenhas de livros, notícias e comentários muito significativos, sendo uma fonte histórica do Espiritismo. Desde alguns anos atrás a “Revista Espírita” é editada pelo Conselho Espírita Internacional.

No dia 6 de janeiro transcorrem 150 anos da publicação de “A Gênese”, também por Allan Kardec, que completa o conjunto dos cinco principais livros do codificador, as chamadas Obras Básicas da Doutrina Espírita. Kardec destaca no subtítulo: “A Doutrina Espírita é o resultado do ensino coletivo e concordante dos espíritos. A Ciência é chamada a constituir a Gênese segundo as leis da Natureza. Deus prova sua grandeza e seu poder pela imutabilidade de suas Leis, e não pela sua suspensão. Para Deus, o passado e o futuro são o presente.”

Os temas são desenvolvidos em três partes: A gênese segundo o Espiritismo; Os milagres segundo o Espiritismo; As predições segundo o Espiritismo. A obra contém 18 capítulos. Há 80 anos, no dia 30 de janeiro de 1938, Cairbar Schutel completava sua vida terrestre. 

Nas primeiras décadas do século 20, Schutel foi um marco como grande divulgador do Espiritismo a partir do Centro Espírita Amantes da Pobreza e da Editora O Clarim, em Matão (SP), em ações por ele iniciadas: assistência aos necessitados, palestras, polêmicas, jornal “O Clarim”, a “Revista Internacional de Espiritismo”, livros e programas radiofônicos pioneiros. Neste ano também se completa 150 anos do nascimento de Cairbar Schutel, ocorrido na cidade do Rio de Janeiro no dia 22 de setembro de 1868. É chamado “O Bandeirante do Espiritismo”.

Outro fato histórico do início do Espiritismo foi a fundação da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, por Allan Kardec, em 1.º de abril de 1858, em Paris. Há 160 anos surgia o primeiro centro espírita do mundo. Há vários registros sobre as reuniões da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas nas edições da “Revista Espírita” e nas obras “O Livro dos Médiuns”, “O Céu e o Inferno” e “Obras Póstumas”. O Regulamento da Sociedade está publicado em “O Livro dos Médiuns”.

Há um século, no dia 1.º de novembro de 1918, Eurípedes Barsanulfo desencarnava em Sacramento (MG); foi considerado “O Apóstolo do Triângulo Mineiro”. Numa existência de apenas 38 anos fundou escola, centro espírita e farmácia, atuando como médium de curas e grande defensor do Espiritismo. É uma referência na cidade de Sacramento e na história do Espiritismo no Brasil.

As boas obras e os bons exemplos devem ser referenciais importantes para as novas gerações, daí a razão da necessidade de se evocar episódios históricos marcantes.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.382208