Banda nasceu de brincadeira de faculdade entre amigos que se reuniam nos finais de semana

A pegada rock da 'Dona Odete'

Banda araçatubense leva rock ao interior paulista

Os anos 1990 e toda sua pegada de rock com Pearl Jam, Nirvana, Soundgarden, assim como Foo Fighters, Red Hot Chili Peppers e Rage Against The Machine são as inspirações para quatro amigos que se dedicam a expressar a música nos palcos do Interior. Marcelo Andrade (vocal e guitarra), Fabiano Golin Neves (guitarra), Carlos Henrique (contrabaixo) e Marcus Andrei (bateria) compõe a banda araçatubense “Dona Odete”, que tem mais de 12 anos de atuação no universo musical.

Nascida de uma brincadeira de faculdade, entre amigos que se reuniam nos finais de semana numa república do antigo baterista, a fim de animar os churrascos ou reuniões dos amigos. “O nome se deve a uma senhora que morava ao lado da república onde ensaiávamos e não gostava do barulho e bagunça dos ensaios e churrascos. Ela jogava aviões de papel por cima do muro com avisos como ‘vocês não são bem-vindos’, ‘parem com esta música’. Dai o pessoal durante a semana perguntava se haveria ensaio ao lado da Dona Odete, pois foi assim que ela ficou conhecida entre o pessoal”, explica Marcelo, vocalista da banda.

Entre as canções entoadas pelo grupo estão as clássicas “Even Flow”, de Pearl Jam, “Give It Way”, do grupo Red Hot Chili Peppers, e “Best of You”, do Foo Fighters. As autorais, “Hoje não” e “O troco” fazem parte do repertório. “Tocamos rock com influências no grunge, mas sem buscar rótulos de estilo, pois os gostos pessoais de cada integrante são bastante abrangentes”, explica a vocalista.

GOSTO
Formado em comércio exterior, Andrade tem sua trajetória musical está totalmente ligada à banda Dona Odete. Na época da escola, o hoje vocalista teve algumas bandas onde expressava seus gostos musicais. “Basicamente era como todo adolescente que reúne amigos para fazer ensaios na casa de cada um, sem realmente tocar em bares ou coisas do tipo”, conta.

Andrade rememora que “somente na época da faculdade, quando eu e Carlos (baixista), amigo de infância, resolvemos sair da garagem incentivada pelos amigos de sala na faculdade e marcamos os primeiros shows em alguns bares de Araçatuba”. Atualmente, a banda faz apresentações em diversas cidades do Interior.

CENÁRIO
Para Andrade, o cenário de bandas de rock no Interior é grande, com diversas bandas e grupos interessados no gênero. “Os bares, nos últimos anos, vêm passando por dificuldades financeiras ou de gestão, o que faz com que as bandas tenham dificuldade de tocar, tendo cada vez menos espaços para tocar”.
“Fazer música/rock, principalmente no Interior, é muito difícil num cenário dominado amplamente pelo sertanejo. Fica cada vez mais difícil pra quem quer fazer um som diferente do que é lançado e divulgado nas rádios e TVs, que ainda são os grandes meios de divulgação”, destaca.


Gênero surgiu no final da década de 1980

O grunge (às vezes chamado de Seattle Sound ou Som de Seattle), que é seguido pela banda “Dona Odete”, é um subgênero do rock alternativo que surgiu no final da década de 1980 no Estado americano de Washington, principalmente em Seattle, inspirado pelo hardcore punk, pelo heavy metal e pelo indie rock.

As letras das bandas nomeadas grunge geralmente caracterizam-se por altas doses de angústia e sarcasmo, entrando em temas como alienação social, apatia, confinamento e desejo de liberdade. A estética grunge é despojada em comparação a outras formas de rock, e muitos músicos grunges destacaram-se pela sua aparência desleixada e por rejeitarem a teatralidade em suas performances.

O início do movimento grunge agrupou-se em torno da gravadora independente Sub Pop, de Seattle, no final da década de 1980. O grunge tornou-se comercialmente bem-sucedido na primeira metade da década de 1990, devido principalmente aos lançamentos de Nevermind, do Nirvana e Ten, do Pearl Jam.

O sucesso dessas bandas impulsionou a popularidade do rock alternativo e fez do grunge a forma mais popular de hard rock na época. No entanto, muitas bandas grunges estavam desconfortáveis com tal popularidade. Apesar de a maioria das bandas grunge ter-se separado ou desaparecido no final da década de 1990, sua influência continua a influenciar o rock moderno.

A popularidade do grunge começaria a diminuir em meados da década de 1990. Das grandes bandas que deram vida ao movimento, as que estão ativas são The Melvins, Mudhoney, Alice in Chains e Pearl Jam. 

LINK CURTO: http://folha.fr/1.381991