Secretaria afirma que, sem documento, não autorizará a abertura, prevista para dia 27

A duas semanas da inauguração, parque aquático busca regularização

Direção do empreendimento ainda corre para obter documentação

Está sendo anunciada para o próximo dia 27 a inauguração do parque aquático Hot Planet, montado no antigo Thermas da Noroeste, no bairro Pinheiros, em Araçatuba. Entretanto, faltando duas semanas, a direção do empreendimento ainda corre para obter a documentação necessária para liberação do alvará de funcionamento.

Um desses documentos é o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), que ainda não foi emitido. E a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação já adiantou que, sem esse documento, não autorizará o funcionamento do parque. Segundo a Prefeitura, o pedido de licenciamento do empreendimento foi protocolado em 13 de março de 2017 para aprovação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo. 

O projeto foi apresentado, porém, foram recomendadas adequações relacionadas à drenagem e acessibilidade. O secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Tadeu Consoni, informa que se reuniu com os representantes da empresa na última quarta-feira (10), quando foi apresentado o projeto de combate a incêndio no empreendimento. "Agora, depende da vistoria dos bombeiros para que eles emitam o AVCB", informa.

Consoni explica que, quando for emitido o alvará dos bombeiros, a empresa deverá apresentá-lo à secretaria para dar início ao processo de emissão do habite-se, que é o auto de conclusão da obra. Somente depois dessa etapa é que a direção da empresa poderá reivindicar o alvará para o funcionamento do parque.

ÁGUA
Um dos motivos que levou ao fechamento do antigo Thermas da Noroeste foi a lacração do poço de água quente utilizado, ocorrida em 20 de junho de 2006, por determinação judicial. Os diretores na época dependiam de autorização do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) para liberação do uso da água e reabrir o parque.

LICENCIADO
A Secretaria Estadual de Meio Ambiente informa que a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) efetuou o licenciamento do empreendimento para a implantação do poço tubular profundo de extração de água mineral (termal) exclusiva em recreação aquática.