Menina pede que quem puder ajudá-la ligue para vizinha; vereador ligou e confirmou que família passa por dificuldades

A carta, a alegria e o prazer de ajudar

Mensagem de criança pedindo presentes para o Papai Noel circulou até encontrar um interessado em Aracanguá

Sorte, destino, Deus. Cada um pode escolher como qualificar fatos que fogem à compreensão humana e parecem, às vezes, inacreditáveis. 
 
Uma criança de Araçatuba, que vive em situação complicada financeiramente, escreveu uma cartinha ao Papai Noel pedindo algo que ela nunca teve: um presente de Natal. A carta rodou por mãos e foram lidas por sabe-se lá quantos olhos. Desinteressado, o último leitor preferiu ignorar e jogou a cartinha na calçada. Poderia ser o fim daquele pedido. Mais um ano sem o esperado presente. A sorte, o destino ou Deus tratou de mudar a história. 
 
Maurício Gomes, vereador pelo PSDB e funcionário público (há 21 anos conduz ambulâncias), andava por uma rua de Santo Antônio do Aracanguá. Notou a carta. Voltou alguns passou, pegou-a e a emoção explodiu. “Senti um calor no coração. Aquilo me tocou. Era um pedido simples, mas carregado de significado”, explicou.
 
A carta era de uma jovem araçatubense identificada como Dalila. Depois de oito anos sem saber o que é sorrir no Natal, ela finalmente terá seu pedido atendido. “Assim que vi a carta, comecei a me articular, junto de minha família, para conseguir os presentes que ela pediu. Estamos com quase tudo pronto e vamos entregar já nas próximas semanas”, contou Gomes.