A Black Friday e as expectativas

O desemprego, em especial na região de Araçatuba, continua alto

Pelo sétimo ano consecutivo no Brasil, a Black Friday vai, aos poucos, consolidando-se como um dos momentos mais esperados do comércio. O setor é um dos que mais sofrem os impactos da recessão econômica, o que se percebe facilmente nos números referentes a demissões e fechamento de lojas.

Após um ano atrás de estratégias com o objetivo de alavancar as vendas, esta sexta-feira, considerada o grande dia dos descontos, é uma oportunidade valiosa. Em Araçatuba, reportagem publicada pela Folha da Região mostrou que os consumidores devem gastar até R$ 2,5 milhões somente com as promoções no comércio eletrônico. A estimativa é do portal BlackFriday.com. br, idealizador da ação no País.

Porém, pode-se atribuir, em parte, às dificuldades que o comércio vêm enfrentando a maior adesão das lojas físicas à Black Friday. É importante lembrar que a estratégia promocional tem suas raízes na internet, hoje canal preferido de compras para muita gente, seja pela comodidade de se receber um produto em casa ou dificuldade de encontrar aquilo que procura nas lojas fixas do varejo. No calçadão da rua Marechal Deodoro, principal corredor comercial de Araçatuba, estabelecimentos chegam a trabalhar com abatimentos de até 50%.

Além dos descontos, a tradicional sexta do mês de novembro traz expectativas por causa da proximidade do 13º salário e das festas de fim de ano. Isso pode deixar mais otimistas empresários de setores que trabalham com produtos de maior durabilidade, como eletrodomésticos, móveis e vestuário, que sentem de forma mais intensa os efeitos do momento ruim. 

Esse contexto é fundamental para avaliar a disposição do consumidor em gastar ao final de mais um ano em que a economia ainda não saiu totalmente da turbulência. Aproveitar as promoções? Optar por lembrancinhas em vez de presentes no Natal? Economizar para pagar IPTU e IPVA no começo do próximo ano? Estas, certamente, são algumas das questões que boa parte da população está se fazendo. Até que ponto a notícia de que o IPTU vai subir 9,29% no ano que vem vai fazer o consumidor pensar duas vezes antes de ir às compras ao final de 2017?

O desemprego, em especial na região de Araçatuba, continua alto, o que, por tabela, leva a crer que o poder de compra da maioria da população diminuiu. Por isso, caso se confirme pelo menos a expectativa de que o gasto na Black Friday deste ano supere o montante desembolsado pelos araçatubenses na mesma ocasião em 2016, já será um bom indicativo.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.375222