Folha da Região - Os Papas da Língua

Os Papas da Língua

Fernanda Mariano +++ --- Encaminhar Erro Imprimir


Domingo - 05/11/2006 - 11h14



Google+


Divulgação
               
A banda gaúcha desponta no cenário nacional com 'Eu Sei', trilha sonora da novela 'Páginas da Vida'; os músicos estiveram em Araçatuba, divulgando o trabalho


Quem assiste à novela "Páginas da Vida", da TV Globo, sabe que o início da baladinha "Eu sei" é uma introdução para as cenas de romance do casal Simone (Christine Fernandes) e Jorge (Thiago Lacerda). A música da banda Papas da Língua, de Porto Alegre, é pouco conhecida no restante do Brasil, mas sucesso no sul do País e exterior.

Formada em 1993, a banda reuniu músicos experientes. Léo Henkin, na guitarra, Serginho Moah, no vocal, Zé Natálio, no baixo, e Fernando Pezão, na bateria. Ainda no início da carreira, as canções do grupo foram descobertas pelos produtores de novelas. A faixa "Encontros Amargos" é tema de "Cara e Coroa", da TV Globo. "Garotas do Brasil" virou trilha de "Malhação".

Até no cinema o som do grupo já rolou. O diretor Jorge Furtado, do filme "Houve uma vez Dois Verões", escolheu a música "No Calor da Hora" como tema principal.

A banda coleciona alguns prêmios e troféus desde 1993. Venceram, por exemplo, as categorias melhor banda, melhor disco pop, melhor baixista e melhor cantor no Troféu Açorianos de Música, o prêmio principal da música do Rio Grande do Sul. Também receberam, em 2002, o Prêmio Lupicínio Rodrigues, concedido pela Câmara Municipal de Porto Alegre pelo conjunto da obra.

Durante a Copa do Mundo de 1998, na França, foram convidados pela cidade de Sanary Sur Mer, onde, ao lado dos Paralamas do Sucesso, Gilberto Gil, Skank, Fernanda Abreu, O Rappa e Ivete Sangalo, integraram o elenco do Brahma Brasil Festival. Confira a entrevista concedida à Folha da Região.

Qual foi o processo para que a música "Eu sei" fosse escolhida para "Páginas da Vida"?

O diretor Jaime Monjardim assistiu ao nosso DVD "Ao Vivo Acústico", e no ano passado foi a um show que fizemos em São Paulo. O CD mais o DVD já eram discos de ouro na região sul, mas aqui muitos não o conheciam. Quando foi ao show, ele nos encontrou e disse que iria trabalhar em uma novela, este ano, e que gostaria de ter uma de nossas músicas na trilha. Ele estava em dúvida entre três canções, "Eu sei", "Lua Cheia" e "Vem pra cá". A música, de autoria do vocalista Serginho Moah e do Fernando Pezão, baterista, tinha sido desenvolvida em 2004, e nem imaginávamos que ela poderia ser eleita para uma novela.

O grupo chegou a fazer uma participação na novela. Como foi a experiência?

Fomos convidados pelo próprio Monjardim a participar, tocando na festa de 15 anos da Marina (Marjorie Estiano), que é neta do Tide (Tarcísio Meira). Foi quando o pai da garota, que interpreta um alcoólatra, faz uma cena, cai no bolo e tudo. Bom, éramos a banda. Tocamos "Blusinha Branca", "Vou ligar", "Marie Jones" e "Essa não é sua vida". Nessa época, ainda na primeira fase da novela, a "Eu sei" não estava rolando ainda, só entrou depois, mas já estava no CD da trilha sonora de "Páginas da Vida". A experiência foi maravilhosa, conhecemos o elenco, descobrimos um pouco do que é fazer televisão.

O grupo é muito conhecido na região sul do País, mas não tanto no restante do Brasil. Fale um pouco sobre o estilo da banda e a influência musical do conjunto.

O bacana do Papas da Língua é que os quatro integrantes gostam do mesmo estilo de som, e isso contribui para uma composição harmoniosa. Gostamos de rock tradicional, como Beatles, também de Beach Boys, black music, Bob Marley... Enfim, de música boa. Consideramos o grupo uma banda pop, porque este estilo se permite mais, tem um leque maior. Algumas músicas têm pegada rock, mas outras têm elementos de reggae e até bossa nova.

Em alguns discos, vocês incluíram regravações, como "Baby", de Caetano Veloso. O grupo pretende continuar usando esse recurso?

O repertório da banda é 99% autoral, nos cinco CDs, mas gostamos sim de fazer homenagens aos sons que nos influenciaram, coisas que admiramos, que trazem recordações da infância e juventude. Tentamos sempre mostrar algo diferente, com a personalidade e estilo do Papas da Língua. As pessoas gostam. Entre as músicas que fizemos uma releitura está "Sorte", que foi gravada com Adriana Calcanhoto, no quarto álbum. Quando cantamos essas músicas, de forma diferente, é sempre um momento bacana no palco. Mas não sei se faremos o mesmo nos próximos CDs.

A banda tem trabalhos em desenvolvimento? Quais são os projetos futuros?

Já temos 25 ou 30 músicas para um novo CD, mas agora estamos buscando apresentar o nosso trabalho para o resto do País. O "Ao vivo Acústico" foi lançado em 2005, gravado em 2004 no Teatro São Pedro, em Porto Alegre. Depois de cinco meses, esse trabalho já era disco de ouro na região sul. O pessoal que já conhece a banda no sul vai ter que esperar um pouquinho.

Comentários
Comente esta matéria

Atenção: os comentários são moderados. Seu e-mail e telefone não serão divulgados, mas é necessário informá-los. Opiniões agressivas e palavrões não serão publicados neste espaço. Forneça seu nome completo.

Nome completo *
CPF *
E-mail (Não será publicado) *
Cidade *
Profissão *
Telefone (Somente números) *

* Informe seu nome completo, caso contrário a opinião não será publicada.
** Por favor, não escreva textos apenas em letra maiúscula.

Máximo de 500 caracteres.
Se quiser escrever um artigo para o jornal, envie o texto para artigos@folhadaregiao.com.br





Autoriza publicação desta opinião no portal e no jornal impresso?

Sim    Não

Folha da Região Facebook Twitter Instagram Google+ TV Araçatuba no Youtube Assine a Folha da Região Classificados Image Map
Expediente Telefones Comercial Classificados Contato Opiniões
>Copyright Editora Folha da Região de Araçatuba Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Joaquim Fernandes, 445 - Jardim Nova Iorque - CEP 16018-280 - Araçatuba/SP - Brasil - Telefone +55(18)3636-7774