Folha da Região - Dengue: agentes sofrem resistência de moradores

Dengue: agentes sofrem resistência de moradores

Ivan Ambrósio +++ --- Encaminhar Erro Imprimir


Quinta-Feira - 16/02/2017 - 17h39



Atualização: 17h40 de 16/02/2017



Todos têm papel essencial na luta contra o mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. A participação da população para o sucesso da operação é fundamental e os moradores precisam receber o agente de endemias e deixá-lo entrar em suas casas para que possa identificar possíveis focos e passar as orientações necessárias, evitando a proliferação.

No entanto, em alguns casos ocorridos em Araçatuba, as vistorias não são realizadas porque o morador não se encontra no imóvel ou simplesmente não permite que o profissional entre na casa para realizar o trabalho. Os agentes chegam a ser ofendidos.

DONA AMÉLIA
Na manhã da última segunda-feira (13), uma agente de endemias de 42 anos foi vítima de ofensa. Segundo o que a reportagem apurou, ela visitava residências do bairro Dona Amélia quando, ao bater palma em um imóvel, o morador não autorizou a entrada. Além disso, ele passou a gritar com a profissional e a xingá-la. Não seria a primeira vez que a agente passou pelo constrangimento.

Uma colega de serviço que estava próxima ouviu os gritos do morador e foi até a residência ajudar a companheira, além de um vizinho. A funcionária, que trabalha há cinco anos como agente, acionou a Polícia Militar e fará um boletim de ocorrência.

IMPORTÂNCIA
A coordenadora do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Araçatuba, Célia Taiacol, informou que a visita ao domicílio é importante porque o agente é capacitado para o trabalho e tem o olhar diferenciado para o serviço. "Todo profissional trabalha uniformizado. Ele identifica-se com crachá e RG, informa o motivo da visita, qual as ações que serão feitas no imóvel e pede que o morador o acompanhe no momento da visita", disse.

Ela acrescentou que, qualquer dúvida sobre o trabalho dos agentes, a população pode entrar em contato pelo telefone (18) 3636-1180.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes



Comentários
Comente esta matéria

Atenção: os comentários são moderados. Seu e-mail e telefone não serão divulgados, mas é necessário informá-los. Opiniões agressivas e palavrões não serão publicados neste espaço. Forneça seu nome completo.

Nome completo *
CPF *
E-mail (Não será publicado) *
Cidade *
Profissão *
Telefone (Somente números) *

* Informe seu nome completo, caso contrário a opinião não será publicada.
** Por favor, não escreva textos apenas em letra maiúscula.

Máximo de 500 caracteres.
Se quiser escrever um artigo para o jornal, envie o texto para artigos@folhadaregiao.com.br





Autoriza publicação desta opinião no portal e no jornal impresso?

Sim    Não

Folha da Região Facebook Twitter Instagram Google+ TV Araçatuba no Youtube Assine a Folha da Região Classificados
Expediente Telefones Comercial Classificados Contato Opiniões
Copyright Folha da Região. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha da Região.
Rua Joaquim Fernandes, 445 - Jardim Nova Iorque - CEP 16018-280 - Araçatuba/SP - Brasil - Telefone +55(18)3636-7774