Folha da Região - CP contra Dilador: Arlindo manteve posição de independência

CP contra Dilador: Arlindo manteve posição de independência

Coluna Periscópio +++ --- Encaminhar Erro Imprimir


Quarta-Feira - 15/02/2017 - 21h24



Atualização: 21h33 de 15/02/2017


Dayse Maria/Folha da Região - 13/02/2017
               
Arlindo defendeu a investigação, que iria dizer definitivamente se houve ou não irregularidade


Mesmo com seu partido fazendo parte do atual governo de Dilador Borges (PSDB), o vereador Arlindo Araújo (PPS) manteve o mesmo posicionamento de independência em relação ao Executivo, que adotou em governos anteriores, como Jorge Maluly Netto e Cido Sério (PT).

 Leia também:
Câmara de Araçatuba arquiva 1º pedido de CP contra Dilador 


O parlamentar se atentou objetivamente no voto do relator da decisão no TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), de que o pagamento de reparação de danos por parte da então secretária de Cultura, Marly Garcia, deveria ser feito de uma só vez.

Arlindo defendeu a investigação, que iria dizer definitivamente se houve ou não irregularidade no parcelamento da dívida da titular da pasta, destruindo qualquer alegação de adversários de que o Legislativo estaria sendo conivente com a administração municipal. E foi o único a favor do recebimento da denúncia contra o tucano e Marly e pela instalação da CP (Comissão Processante). Mesmo “derrotado”, ganhou o respeito dos presentes que estavam acompanhando a sessão.

TRANQUILIDADE
Se as próximas votações seguirem o entendimento que os parlamentares tiveram em relação ao pedido de CP contra Dilador e Marly, incluindo o da suposta “oposição”, no sentido de “deixa o homem trabalhar” e “não vamos fazer o que fizeram com o Cido”, o tucano deverá ter tranquilidade para aprovar projetos no Legislativo e não deverá ser importunado por investigações de denúncias pela Casa.

VETO
Ainda na sessão da última segunda-feira (13), a Câmara de Araçatuba manteve o veto do ex-prefeito ao projeto de autoria de Tieza Marques de Oliveira (PSDB) que estabelecia o azul-royal e o branco como cores oficiais do município; e aprovou a criação de uma comissão especial de cinco vereadores para verificar eventuais perdas de servidores municipais do Daea (Departamento de Água e Esgoto de Araçatuba), que foram redistribuídos após a concessão dos serviços de saneamento do município a Samar (Soluções Ambientais de Araçatuba). (Ronaldo Ruiz Galdino)



Comentários
Comente esta matéria

Atenção: os comentários são moderados. Seu e-mail e telefone não serão divulgados, mas é necessário informá-los. Opiniões agressivas e palavrões não serão publicados neste espaço. Forneça seu nome completo.

Nome completo *
CPF *
E-mail (Não será publicado) *
Cidade *
Profissão *
Telefone (Somente números) *

* Informe seu nome completo, caso contrário a opinião não será publicada.
** Por favor, não escreva textos apenas em letra maiúscula.

Máximo de 500 caracteres.
Se quiser escrever um artigo para o jornal, envie o texto para artigos@folhadaregiao.com.br





Autoriza publicação desta opinião no portal e no jornal impresso?

Sim    Não

Folha da Região Facebook Twitter Instagram Google+ TV Araçatuba no Youtube Assine a Folha da Região Classificados
Expediente Telefones Comercial Classificados Contato Opiniões
Copyright Folha da Região. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha da Região.
Rua Joaquim Fernandes, 445 - Jardim Nova Iorque - CEP 16018-280 - Araçatuba/SP - Brasil - Telefone +55(18)3636-7774