Folha da Região - Carnaval: bruxas e sacis se encontram na 'Unidos da Zona Leste'

Carnaval: bruxas e sacis se encontram na 'Unidos da Zona Leste'

Talita Rustichelli +++ --- Encaminhar Erro Imprimir


Quarta-Feira - 26/02/2014 - 10h08



Google+
Atualização: 10h31 de 26/02/2014


Alexandre Souza/Folha da Região - 20/02/2014
               
Cerca de 20 pessoas trabalham noite e dia na confecção das roupas, adereços e carros alegóricos


Saindo da linha das homenagens, a escola de samba Unidos da Zona Leste neste ano tenta seu tetracampeonato com o tema "Crendices e Superstições". Seres encantados e itens que envolvem a crença de diversos povos poderão ser vistos durante o desfile da agremiação, que será a segunda a pisar na passarela do Recinto Clibas de Almeida Prado, nos dias 2 e 3 de março. Depois de quatro carnavais consecutivos defendendo enredos que fizeram menção a pessoas e instituições, o presidente Jacques Pétia optou por um tema mais abrangente.

Em 2009, homenagearam Zumbi dos Palmares - levando o primeiro lugar; em 2010, conquistaram o título pela segunda vez, falando sobre a caridosa Benedita Fernandes; em 2012, abordaram o Rotary Clube, saindo da passarela tricampeã; e no ano passado, o enredo falou sobre a vida e a obra do compositor e sanfoneiro Luiz Gonzaga. A mudança de linha, segundo Pétia, oferece mais liberdade para a criação. "Quando você faz uma homenagem, precisa ficar bastante restrito à história da pessoa ou instituição. Escolhemos um tema que pode ser mais abrangente. Neste ano, vamos falar sobre algo de cunho popular, sobre coisas que mexem com a imaginação das pessoas", explica.

A intenção é que desfilem de 250 a 300 pessoas, não só de Araçatuba, mas também de cidades como Lins, Sagres, Osvaldo Cruz e Penápolis. São, ao todo, dez alas. A comissão de frente levará bruxas inspiradas nas mulheres condenadas pela inquisição. Os cerca de 60 integrantes que compõem a bateria desfilarão com trajes que remetem a magos. As roupas e adereços das baianas foram inspirados nas fadas; as crianças representarão os pajés, com trajes indígenas; e haverá ainda as alas dos gatos pretos, dos lobisomens, dos sonhos, das benzedeiras, dos mitos noturnos e dos ciganos. Também haverá dois casais de mestre-sala e porta-bandeira, sendo um deles mirim.

TRABALHO DURO
Cerca de 20 pessoas trabalham noite e dia na confecção das roupas, adereços e carros alegóricos, tanto no barracão, na rua dos Fundadores, quanto no recinto. Duas delas são da capital paulista: o carnavalesco Rodrigo Ferraz, que trabalha na Unidos da Zona Leste pela primeira vez, e o escultor Luiz Kouti, que já passou pela escola no ano passado.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes

Comentários
Comente esta matéria

Atenção: os comentários são moderados. Seu e-mail e telefone não serão divulgados, mas é necessário informá-los. Opiniões agressivas e palavrões não serão publicados neste espaço. Forneça seu nome completo.

Nome completo *
CPF *
E-mail (Não será publicado) *
Cidade *
Profissão *
Telefone (Somente números) *

* Informe seu nome completo, caso contrário a opinião não será publicada.
** Por favor, não escreva textos apenas em letra maiúscula.

Máximo de 500 caracteres.
Se quiser escrever um artigo para o jornal, envie o texto para artigos@folhadaregiao.com.br





Autoriza publicação desta opinião no portal e no jornal impresso?

Sim    Não

Folha da Região Facebook Twitter Instagram Google+ TV Araçatuba no Youtube Assine a Folha da Região Classificados
Expediente Telefones Comercial Classificados Contato Opiniões
Copyright Folha da Região. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha da Região.
Rua Joaquim Fernandes, 445 - Jardim Nova Iorque - CEP 16018-280 - Araçatuba/SP - Brasil - Telefone +55(18)3636-7774